8 de ago de 2013

Povo vive pandemia de nojo...

 photo _aasaidebaixo_zpsa824553d.jpg
• Somadas, empresas na bolsa já valem menos de US$ 1 tri. É a 1º vez desde 2009 que quantia ficou abaixo da cifra. Empresas já atingiram valor de US$ 1,5 trilhão, aponta estudo. 

• Executivo da Siemens diz que Serra sugeriu acordo em licitação da CPTM. PT consegue 26 assinaturas para CPI. PF vê pagamentos de propina e indicia 10. 

• Renan apoia Alves e sinaliza que não vai barrar o texto no Senado. Na contramão do que deseja o Palácio do Planalto, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu ontem a aprovação da proposta que torna obrigatória a execução das emendas de deputados e senadores ao Orçamento da União. Renan disse que a proposta - uma bandeira do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB) - acaba com o toma lá, dá cá entre os Poderes. 

• Policiais militares e manifestantes encapuzados, conhecidos como black blocs, entraram em confronto durante uma manifestação contra a TV Globo, na noite de ontem (7), na frente do prédio da emissora, no Jardim Botânico, na zona sul do Rio de Janeiro. Os jovens bloqueavam a rua Jardim Botânico, na altura da rua Pacheco Leão, quando a PM tentou dispersá-los com uso de gás de pimenta. Houve correria e um manifestante, identificado como Rafael Guimarães Damasceno, 20, acabou sendo detido.

Amarildo
1) Três semanas depois do desaparecimento de Amarildo de Souza na Rocinha, o delegado Ruchester Marreiros pediu a prisão preventiva de Elizabete Gomes da Silva, mulher do pedreiro. Medeiros era delegado-adjunto da 15ª Delegacia de Polícia, que cuidou da apuração do sumiço de Amarildo nas primeiras semanas. Em relatório acerca da investigação do tráfico de drogas na favela, Marreiros afirmou que Elizabete presta serviços para quadrilha, como guardar material para traficantes em casa e avisar sobre a chegada da polícia. (Extra) 
2) Família de ajudante de pedreiro desaparecido na Rocinha deixa o Rio. Sobrinha de Amarildo afirma que familiares não recebem proteção policial. Advogado afirma que dois filhos voltaram à cidade nesta quarta. 

• Ônibus que despencou de um viaduto em Itaguaí, na Baixada Fluminense, no Ri, recebeu 24 multas nos últimos quatro anos, diz a Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro. Causou a morte de seis pessoas e deixou 34 feridos. , recebeu 24 multas desde dezembro de 2008, segundo informações da Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro. O veículo da empresa Viação Itaguaí causou o acidente no viaduto conhecido como Tobogã, no bairro Brisa Mar. Após perder a direção, o ônibus - que fazia a linha Itaguaí-Mazomba - caiu sobre uma estrada de ferro na avenida Prefeito Isoldackson Cruz Brito, despencando de uma altura de 15 metros e seguia em direção ao bairro de Coroa Grande. 

Luz é vida e problemas... 
• Conta de luz da Dilma não para de aumentar: rombo de R$ 10 bilhões até 2017. O governo entrou numa encrenca financeira quando resolveu antecipar a renovação de concessões do setor elétrico e forçar a redução das contas de luz. Foi mais um lance voluntarista, mal planejado e mal sucedido, como tantos outros de uma administração marcada, desde o começo, por improvisações desastradas. 

• A MRV Engenharia, uma das principais empreiteiras do país, está sendo obrigada a pagar R$ 6,72 milhões por infrações que incluem o flagrante de 63 trabalhadores em condições análogas às de escravo nas obras de um condomínio residencial em Americana, interior de São Paulo, em fevereiro de 2011. A construção, que estava sendo executada por uma empresa terceirizada, recebeu financiamento do programa federal Minha Casa, Minha Vida

Manifestação e... 
• Se você desconfiava ou não, clique aqui

O Mais Médicos vão para onde? 
• Hospitais da rede federal podem ter perdido 40% dos leitos. Unidades sofrem com falta de pessoal e manutenção precária. TCU verificou vulnerabilidades em metade da rede. Apenas 938 brasileiros aceitaram, além dos militares. Para o ministro Alexandre Padilha (Saúde?), ficou entendido que a importação de profissionais será mesmo inevitável. De onde? Citou Espanha, Portugal (?), Argentina e… Cuba. E os uruguaios, paraguaios, etc. 

País, terra de ninguém! 
Fora da lei 
• Deputado federal pelo Democratas de Goiás e líder do partido na Câmara, Ronaldo Caiado afirmou, nesta quarta-feira (7), que atuará para que a Medida Provisória do Programa Mais Médicos (MP 261/2013) não tramite no Congresso Nacional. 
Trabalharemos duramente na comissão especial para derrubar essa MP e esperamos que o governo tenha o bom senso de enviar nova MP para auxiliar e dar condições de habitação, locomoção e alimentação para médicos que atuem no interior, declarou o parlamentar. Por falta de quórum, a comissão mista para analisar a proposta não foi instalada nesta quarta no Congresso, como programado. 
• Caiado reiterou a série de ilegalidades contidas na MP proposta pelo governo federal, como a autorização para que médicos formados no exterior trabalhem no Brasil sem a revalidação dos seus diplomas e as mudanças na grade curricular dos cursos de Medicina. 
A MP 621 é eivada de inconstitucionalidades. Primeiro, porque utiliza uma MP para uma matéria que se propõe alterar o currículo do curso de medicina em 2015. Então, não há nenhuma urgência constitucional. Ela ainda interfere na grade curricular do curso desrespeitando a autonomia das universidades no Brasil e propõe desrespeitar as leis vigentes do País. Se o governo quiser importar médicos não tem nenhum problema. Agora, o governo quer contrabandear médicos, quer que médicos venham para o Brasil sem cumprir àquilo que a lei determina, destacou. 
• Para o democrata goiano, o ideal é o envio de uma nova proposta garantindo condições de trabalho para os profissionais que se dispuserem trabalhar nos municípios mais carentes com exigência de avaliação das qualificações de médicos com diplomas de universidades estrangeiras. Dessa forma votaremos favoravelmente a vinda de todos, acrescenta. (ucho.info)

Está na hora de uma CPI para investigar a Globo 
"Fiz questão de assinar o pedido de CPI do deputado Delegado Protógenes (PCdoB-SP), destinada a investigar e apurar indícios de sonegações fiscais, crimes financeiros e tributários cometidos pelas Organizações Globo. A Globo que não é boba está fazendo de tudo para esse escândalo não cair na boca do povo, pressionando deputados a não assinarem o pedido de CPI. 
• Está na hora de investigar a Globo. O povo está nas ruas, e entre outras coisas, protesta contra a Globo e seu monopólio. Os Irmãos Marinho se acham acima do bem, do mal, e da lei." (Garotinho) 

Ministro brincalhão 
• Ninguém em justa e perfeita consciência pode levar a sério a mais recente bobagem dita pelo desgastado ministro da Fazenda que já foi para o brejo e nos levou junto, sem admitir. Guido Mantega teve a cara de pau de reclamar ao Valor Econômico que criou-se um clima artificial pessimista”na economia brasileira. Mantega garante que não haverá perda de fôlego econômico até o final do governo da Dilma Rousseff (que tem Lula Presidentro dela). (Jorge Serrão)


• A espionagem do governo americano não deve fazer parte da conversa que Dilma Rousseff terá com Barack Obama, em outubro. A ideia do governo dos EUA, e também do brasileiro, é equacionar a questão antes da viagem da presidente a Washington. 

Alta do dólar estraga a festa palaciana para comemorar o recuo pontual da inflação em julho 
• Água na fervura - Se discurso de governante tem asas e voa, o de Dilma Rousseff sobre a queda na inflação foi abatido durante a decolagem. E o míssil causador da catástrofe foi lançado pelo mercado financeiro. 
• Depois que o Palácio do Planalto comemorou o índice de 0,03% referente à inflação de julho, com base no IPCA, o mercado de câmbio estragou a festa que invadiu alguns gabinetes da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. 
• Nesta quarta-feira (7), horas depois de a presidente exaltar a queda da inflação, o mercado financeiro encerrou os negócios com o dólar valendo R$ 2,31, a maior cotação do ano. Fora isso, a moeda ianque atingiu com esse valor o maior nível desde 31 de dezembro de 2009. 
• Esse número compromete sobremaneira a economia brasileira e os planos do governo de combate à inflação. Até o momento em que o Banco Central retomou a autonomia para decidir sobre as questões monetárias, o governo usava a desvalorização da moeda norte-americana como arma contra a inflação. 
• Com o dólar correndo solto e vez por outra enfrentando alguma intervenção do BC no mercado de câmbio, a saída para manter o fantasma da economia dentro de sua jaula é a alta da taxa básica de juro, a Selic, movimento que impacta fortemente no bolso do consumidor. Com o crédito mais caro, a tendência é que o consumo diminua e a economia perca ainda mais força. 
• Isso porque a caia competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional, ao mesmo tempo em que ficam mais caras as importações. Como o Brasil ainda depende de insumos importados para alimentar a produção nacional, a tendência é que a balança comercial encerre o ano com superávit acanhado de aproximadamente US$ 5 bilhões, como já antecipou o ucho.info. 
• Operadores do mercado financeiro e investidores aguardavam uma intervenção do Banco Central no câmbio, mas o comportamento foi apenas contemplativo. O BC pode estar mais cauteloso nas suas intervenções, uma vez que lançar mão das reservas internacionais, atualmente em pouco mais de R$ 300 bilhões, tem limite. Até porque, para que essas reservas sofram um leve e rápido derretimento rápido basta uma aposta mais ousada do mercado. 
• Os herdeiros de Aladim que ora emprestam seus geniais conhecimentos ao governo da petista Dilma Rousseff precisam deixar a lâmpada maravilhosa de lado, já que é muito preocupante uma economia emoldurada por inflação alta, taxas de juro elevadas e desvalorização da moeda local. A sorte de Dilma é que a maioria da população entende de economia tanto quanto o faraó Tutankamon entendia de foguete. 

Jornal inglês vê armação sobre menino em massacre. 
Mídia tradicional brasileira comprou versão da Polícia Civil de que o menor Marcelo Pesseghini matou os pais policiais militares, a avó e a tia-avó para depois cometer suicídio; mas no exterior está sendo diferente; jornal inglês Daily Mail apura versão de que o jovem de 13 anos teria sido vítima de uma armação que o incriminaria; mãe delatou policiais criminosos pouco antes de ser assassinada; publicações brasileiras driblaram estatuto da criança ao divulgar imagens e nome completo; O adolescente acusado de matar seus pais, a avó e tia avó foi vítima de uma armação? Polícia brasileira investiga teoria de que policiais criminosos estavam por trás de massacre, registra jornal britânico. 

Esteves, do BTG, busca presidir Febraban 
• Dono do BTG Pactual inicia ofensiva de mídia para suceder Murilo Portugal na Federação dos Bancos; André Esteves vai pela linha de oposição à política econômica; ele tem afirmado que, no atual momento, enfrenta dificuldades para convencer investidores a aplicar recursos no Brasil; será que isso ocorre porque as taxas de juros baixaram na atual administração?; sucessão na entidade acontece no primeiro semestre do próximo ano, mas contatos com banqueiros eleitores já começaram; apetite voraz pelo poder chama atenção.

• A gravação do filme, que durou 6 dias, teve a participação de 420 profissionais de 11 nacionalidades, 2 toneladas de equipamentos e 216 figurantes. A pós-produção levou mais de 12 mil horas de trabalho. (...) e o no final, o que vemos aqui são apenas meia dúzia de segundos, mas são espetaculares... 
• Criada pela Agência Neogama/BBH, Brasil, com a criatividade de Alexandre Gama, a campanha foi produzida pela Zohar International, a Gorgeous e a The Mill, empresa responsável pelos efeitos especiais do filme O Gladiador, Oscar de Melhor Filme em 2000.


Pela 1ª vez, a Imprensa não tem dois sistemas métricos 
Lóbi irresistível 
Devo um pedido de desculpas à grande imprensa nacional. Me desculpe, grande imprensa nacional. Quando li a matéria da IstoÉ sobre o cartel consentido formado em São Paulo para a construção de linhas de trem e metrô sob sucessivos governos do PSDB e as suspeitas de um propinoduto favorecendo o partido, comentei com meus botões (que não responderam porque não falam com qualquer um): essa história vai para o mesmo pântano silencioso que já engoliu, sem deixar vestígios, a história do mensalão de Minas, precursor do mensalão do PT. 
• E não é que eu estava enganado? A matéria vem repercutindo em toda a grande imprensa. Com variáveis graus de intensidade, é verdade, em relação ao tamanho do escândalo, mas repercutindo. Viva, pois, a nossa grande imprensa. Já se começava a desconfiar que o Brasil, onde inventam tanta novidade, tinha adotado, definitivamente, dois sistemas métricos diferentes. 
• A propósito, ou mais ou menos a propósito, li na revista The Nation que só a Associação de Banqueiros Americanos tem noventa e um lobistas em Washington defendendo os interesses dos bancos e lutando para revogar a regulamentação do setor aprovada no Congresso, recentemente. Isto sem falar em outras associações de banqueiros e nos próprios gigantes financeiros, como o Goldman Sachs (cinquenta e um lobistas) e o JP Morgan (sessenta lobistas). O cálculo é que existam seis lobistas do sistema financeiro para cada congressista americano. Os bancos querem derrotar a regulamentação e evitar as reformas para continuar as práticas, vizinhas do estelionato, que provocaram a grande crise de 2008 e continuam a lhes dar lucros obscenos enquanto o resto da economia derrapa. O lóbi é uma atividade legítima, ou ao menos uma deformação legitimada pelo uso. A questão é saber quando a presença de mil e tantos lobistas em torno de um Congresso deixa de ser uma pressão e se transforma num cerco. E como se pode falar em democracia representativa quando o poder do voto é substituído pelo poder de persuasão de seis lobistas, três em cada ouvido, prometendo presentinhos para a patroa? 
• O que tudo isso tem a ver com o cartel em São Paulo? Nada, a não ser que, talvez, sirva de consolo para quem sucumbiu ao encanto de muito dinheiro, levado pelo lóbi mais irresistível que existe, o da cobiça. Mesmo sendo daquele tipo de pessoa sobre o qual não se pode dizer que também é corrupto sem ouvir um Quem diria... (Luís Fernando Veríssimo, 247)

Driver Test Fail photo DriveFail.gif
1) Os quatro entraves à relação entre Rússia e EUA. A decisão da Casa Branca de cancelar uma reunião do presidente Barack Obama com o dirigente russo Vladimir Putin recolocou em primeiro plano as tensões entre os dois países. Asilo a Edward Snowden; Direitos humanos; O conflito na Síria e Sistemas de defesa e controle de armas. 

2) Ilegalmente, Israel promove construção de mil casas em colônias na Palestina, segundo ONG. 

3) Mães que amamentam seus filhos têm um risco menor de desenvolver Alzheimer, segundo um estudo recém-publicado pela Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha. Pesquisas anteriores já mostravam que amamentar diminuía a chance de a mulher desenvolver outras doenças e também indicou a possibilidade de haver uma ligação mais ampla entre os dois fatores, já que amamentar pode pode atrasar o declínio da condição cognitiva da mulher. 

4) Cientistas alemães afirmam que acreditam estar próximos de criar um novo exame de sangue para diagnosticar o mal de Alzheimer. Ainda não há um exame definitivo para a doença, e os médicos atualmente contam apenas com testes de cognição e exames de imagens do cérebro para identificar o problema. Um dos grandes desafios relacionados à doença é identificar novas formas de conseguir um diagnóstico precoce. Com isso, espera-se que, no futuro, talvez até anos antes dos primeiros sintomas, os tratamentos possam começar antes que grandes partes do cérebro sejam comprometidas. Mas, para isso, novos exames serão necessários. A nova técnica, divulgada na revista especializada Genome Biology, apontou diferenças nos minúsculos fragmentos de material genético flutuando no sangue que poderiam ser usados para identificar pacientes com a doença. Até o momento, apenas 202 pessoas passaram por este exame, mas a precisão neste grupo foi de 93%.

O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. (Fernando Pessoa)

Nenhum comentário: