19 de jul de 2013

O Brasil na Marcha dos Indignados...

 photo _aasabetudo_zps2742420a.jpg• Quando é preciso entender que não leva jeito pra isso.
• Foi boi de piranha para um futuro.
• Seu cartel sob microscópio foi decifrado, aceitou, meteu pés pelas mãos, criou um gigantesco mundo a sua volta com ministérios e mais outros adjutórios, e pra que?
• Lastimável, como após A Revolução as coisas que, segundo antimilitares teria de ser mudadas foram indo, indo e fondo.
• Nunca se mentiu e roubou tanto em 10 anos. 
• A franqueza foi substituída pela mentira de pernas curtas. 
• De que adianta cooptar tvs, jornais, a mídia, se as redes sociais mais fortes revelam com detalhes a sordidez das incompetências, descasos e a incessante luta por um poder que já foi aforisma de dias melhores, mas se lançou num mar de lama jamais visto. 
• Chega de apelar e mostrar o irrisório quadro dos 5 pactos. É o mesmo que soltar balões em refinarias. 
• No fundo tenho pena dos que acreditaram e lamento pelos que creem. 
• Estão aí aos quatro cantos do mundo se espalhando a vergonheira de um país com tudo para dar certo. 
• E existem milhões não inertes/inermes que se coçam. Leia aí: O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, deu um prazo de dez dias para que a presidente Dilma Rousseff preste informações sobre o programa Mais Médicos, criado por meio de medida provisória com o objetivo de resolver o problema de carência de profissionais da saúde no interior do País. O assunto ainda deverá ser discutido no Congresso
• E o que se lê: !...O prestígio de Dilma Rousseff não ruiu apenas nas ruas. Desmoronou também no interior do PT. A presidente tornou-se uma personagem muito impopular dentro do seu próprio partido. Longe dos refletores, os correligionários a criticam com aspereza incomum. A nata da legenda cobra uma mudança de rumos no governo. Avalia-se que as debilidades são mais graves em três áreas: economia, articulação política e comunicação social.... 
• Fala e talvez reproduza não estar sozinha ao pregar reforma política dito no chamado Conselhão. Se reconheceu que as passeatas de junho não exigiam especificamente nem a mudança das regras do jogo político-eleitoral nem a realização de um plebiscito para torná-la realidade. Por que enfatizar e cansar para ouvidos moucos! 
• A juventude foi pras ruas acompanhada por pessoas de todas as faixas etárias. 
• O revide foram Polícias Militares adestradas nos idos de 1914 onde só faltaram canhões. 
• Lutar contra armas intoxicantes enquanto as usadas pelo povo acordado eram palavras de razão e direitos. 
• De tempos pra cá surgiram os magotes, vândalos que se sabe a serviço que quem no tumultuar a dolorosa da insatisfação dos crimes cometidos por políticos inescrupulosos, justiça lenta e quiçá acoimada, e a sensação da compra e recompra de brasileiros vendáveis. 
• Sonhos desmoronam com o passar dos tempos. 
• Congresso, blá blá blá! Sombra de quantos deveriam estar numa só casa e em quantidade menor a não brincar de proselitismos com a crueza de vida da população no mister trabalho. 
• Essa doeu! Trabalho de terça a quinta, salários indecifráveis, benesses aviltantes, o mau caratismo como se empertigam ante a dureza das massas. 
• Nunca dantes me envergonhei tanto do meu país! (AAndrade) 

Em 2011, Mainardi avisou

Papa que hora escolhida foi essa? 
Jornada Mundial da Juventude

As pernas curtas da mentira
• A verdade nua e crua. 
 photo _acarlosfranccedila_zpsea24360c.jpg"Sr Padilha e Sra Dilma, esta é a minha unidade de saúde UBS Itaipuaçu - Maricá-RJ, há 6 anos governada pelo seu partido. 
• É uma casa adaptada com infiltrações e mofo. Quando chove, cai água nas salas de atendimento, o arquivo médico inunda e os prontuários....Falta de tudo, luvas, remédios básicos, mas sobra dedicação para um salário bruto de R$ 1.200,00. 
• Sabe Padilha/Dilma, não falta médico que queira fazer saúde pública, isto é mais uma das mentiras de sua ditadura da informação, onde o governo se apoia na premissa uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade
• A minha sala de atendimento não possui ventilador, o de teto é apenas enfeite. 
• O verão de regiões litorâneas beira os 42 graus, a água potável é disponibilizada à temperatura ambiente (Itaipuaçú do seu governo não possui rede de água e esgoto). 
• Já prescrevi as medicações em qualquer tipo de papel por falta de receituário oficial. Apesar de tudo trabalho e me esforço bastante. 
• Em Maricá a saúde foi devastada pelo atual governo, o aparelho de RX está quebrado há 1 ano. O ecocardiograma e ultra-som foram roubados (SIC Gestor Público), ECG funciona 1 mês e fica 3-4 meses em manutenção. 
• Há 8 meses temos a debandada de especialistas, devido ao salário irrisório sem benefícios legais (férias, décimo-terceiro salário, horas extras, insalubridade, etc). Perdemos endócrino, cárdio, reumato, oftalmo, neuro, nefro, pneumo, ortopedista, etc. 
• Então Padilha/Dilma, a saúde pública que os Srs. querem oferecer à população mais humilde é esta? As suas mentiras não vão conseguir se sustentar por tanto tempo... 
Não faltam médicos! Falta governo! 
• Sou médico do SUS, não fujo a luta... Mas não faço milagres sem infra-estrutura." (Carlos França) 

Solução dos conchavos tupiniquins ante EUA?

Ouça e julgue você também! 
• Brilhante discurso do Senador Pedro Taques (PDT-MT) como candidato à presidência do Senado Federal em 01/02/2013. 
• Foi um dos raros momentos de grandeza ocorridos naquela casa legislativa, nas últimas décadas. 
• Observem: a elegância, a firmeza e inteligência de suas palavras; o silêncio comprometedor que acompanhou toda sua fala e massacrou os covardes no final do discurso.


Uma lição ao Brasil!

Mais do Supremo Tribunal Federal 
• Desse jeito a credibilidade vai pelo ralo, como é que a mais alta corte do país e o procurador fazem isso ai? 
• E não custa perguntar: quando é que vão prender o Daniel Dantas? 
• Juiz Ali Mazloum nega apreensão de dinheiro na casa de Protógenes Jornal GGN - Juiz titular da ação que resultou no inquérito contra Protógenes Queiroz, o juiz Ali Mazloum negou qualquer apreensão de dinheiro nas buscas efetuadas na casa do deputado Protógenes Queiroz, conforme sustenta o parecer assinado pelo Procurador Geral da República Roberto Gurgel e por sua esposa, a subprocuradora Carmen Sampaio: Isto é fantasia. Em nenhum momento apareceu qualquer apreensão de dinheiro. Acho grave uma acusação baseada em informações falsas, afirmou o juiz. 
• A denúncia da Procuradoria Geral da República baseia-se fundamentalmente nessa informação para solicitar a quebra dos sigilos fiscal, telefônico e bancário de Protógenes. 
• Ambos, mais o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli, devem explicações sobre episódio. 
• Segundo Protógenes, no dia 15 de maio ele esteve no STF e alertou pessoalmente dois assessores de Tofolli sobre o documento falsificado. Eles teriam analisado o inquérito na sua frente e comprovado a falsificação. Mesmo assim, Tofolli convalidou o pedido de Gurgel. 
• O Jornal GGN enviou ontem perguntas ao ministro sobre o episódio. Até às 15h30 de ontem, o gabinete do ministro ainda não havia respondido a elas. O histórico suspeito 
• O juiz Ali está acima de qualquer suspeita. Partiu dele a autorização para a busca e apreensão na casa de Protógenes que resultou, posteriormente, no inquérito visando apurar os supostos telefonemas trocados entre ele e o empresário Luiz Demarco. 
• Se não houver explicações plausíveis, o sistema judiciário brasileiro estará passando pelo mais grave escândalo da sua história, envolvendo a PGR e um ministro do STF. 
• Daniel Dantas havia conseguido trancar a ação da Satiagraha no Superior Tribunal de Justiça (STJ) alegando irregularidades e abusos de poder. Protógenes reagiu, denunciou o fato na Câmara, e o processo subiu para o STF. 
• Para fortalecer sua defesa, Dantas encaminhou denúncia contra Protógenes, com base em dois fatos: o vazamento de informações para a TV Globo, que filmou a prisão dos suspeitos; a participação da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) nas investigações. 
• A acusação se mostrou frágil, porque havia áudio, vídeo e apreensão de propina. 
• No dia 16 de fevereiro de 2012, o casal Carmen Sampaio-Roberto Gurgel opinou pelo não recebimento da denúncia. Quando o MPF opina pelo arquivamento, cessa o processo. 
• Toffolli deu o arquive-se mas decidiu submeter ao pleno do STF para homologação. 
• As acusações iniciais eram frágeis para conseguir mudar os votos no STF. 
• A defesa de Dantas mudou a linha anterior e pretendeu provar que a Satiagraha teria sido financiada por grupos nacionais e internacionais interessados em afastá-lo dos negócios de telefonia. 
• No dia 12 de março de 2013 tudo mudou. Dantas contratou os advogados Nabor Bulhões e Aristides Junqueira (ex-procurador geral da República), que foram até Gurgel com novos documentos. 
• Seis dias depois, no dia 18 de março, Carmen e Gurgel firmaram outro parecer acatando as denúncias contra Protógenes, o jornalista Paulo Henrique Amorim, o empresário Luiz Demarco, o delegado Paulo Lacerda e um agente da Abin. Dos cinco, o casal escolheu Protógenes para a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico. • A denúncia baseou-se em indícios amplamente noticiados pela imprensa sobre o suposto enriquecimento de Protógenes e os tais R$ 280 mil em dinheiro, que teriam sido apreendidos em sua casa. 
• Se o dinheiro efetivamente constasse do auto de apreensão, não seria fato novo. De acordo com Gurgel, o fato novo foi o fato do investigado não ter justificado a origem do recurso até agora
• Estamos em contato com o gabinete do ministro Dias Tofolli e da Procuradoria Geral da República para ouvir sua versão. (Luis Nassif, 30.05.2013) 

 Moto do futuro
Grande parte da vitalidade de uma relação consiste muito mais no respeito pelas diferenças do que no desfrute das semelhanças.

Nenhum comentário: