25 de jul de 2013

Dominguinhos e Djama Santos no Céu

 photo _aafalsabeata__zpsc0285ebd.jpgVaticano rejeita aliança com o governo 
• Santa Sé insiste que não quer que a visita seja usada politicamente por Dilma.
• O Vaticano se distancia da tentativa do governo brasileiro de propor uma aliança para o combate à pobreza, enquanto nos bastidores a Santa Sé insiste que não quer ser usada politicamente no Brasil pelo governo, principalmente em um momento delicado, de manifestações pelas ruas e preparação para as eleições de 2014.
• Na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff não perdeu a chance de, no primeiro discurso ao lado do papa Francisco, descrever a política social do governo e formular uma proposta de se aliar ao Vaticano para desenvolver uma política internacional baseada no combate à pobreza. O papa tem cobrado governantes e até mesmo a Igreja para que adotem um discurso e atitudes concretas para ajudar os mais pobres.
• A Santa Sé confirmou que, além do discurso, Dilma levantou essa questão com o papa no encontro que mantiveram. O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, garantiu ao Estado que o pontífice apreciou"o tom do discurso e que existem pontos de sintonia. Mas ele insistiu que não há nada concreto quanto a uma aliança e que, no momento, a Santa Sé não tem a intenção de assinar acordos nessa direção. Não existe compromisso nesse sentido
• Lombardi explicou que não se trata de um desacordo com a linha adotada pelo Brasil. Mas, ao Estado, pessoas próximas ao papa garantiram que o argentino e o Vaticano sabem do momento vivido pelo Brasil e da necessidade de Dilma de colar sua imagem à popularidade de Francisco. 
• Para completar, a Santa Sé aponta que tanto na Organização das Nações Unidas (ONU) quanto em outros organismos internacionais, o Vaticano e o Brasil já têm uma posição de sintonia. 
• O distanciamento do Vaticano não significa, segundo seus auxiliares, que o papa não reconheça que tem um papel político importante. O papa quer ter esse papel. Mas ele defende uma ação política com P maiúsculo, e não a política partidária, explicou um auxiliar. 
Carta 
• Dilma fez de tudo para politizar a viagem do papa ao Brasil. Ela enviou uma carta ao argentino pedindo que ele a transformasse em uma visita de Estado e fosse a Brasília. Mas Francisco rejeitou o convite. Nos próximos meses, o governo tentará promover uma aproximação das diplomacias do Vaticano e do Itamaraty para debater estratégias de ação conjunta em fóruns internacionais. 
• O Vaticano também já deixou claro que nesta quarta-feira, 24, quando o papa visitar a favela de Varginha, no Rio, ele não quer a presença de políticos. O contato é com o povo, e justamente com o povo mais esquecido pelos governantes, declarou um representante do Vaticano. (Jamil Chade,O Estado de S. Paulo) 

• Setenta cidades registram temperaturas negativas no país. Sérgio Cabral Filho • O pior governador do Brasil. Só 195 aprovam o governo, segundo Ibope. Teve a pior avaliação entre 11 chefes de Executivo estadual. 

Aprenda com a ave

• Papa se encontra hoje com 5 mil peregrinos argentinos na catedral do Rio de Janeiro. 
• Papa Francisco emociona moradores da Favela da Varginha, ganha recepção calorosa, presentes e abençoa dezenas de crianças em Manguinhos e torcem por melhorias após a visita. Francisco é primeiro pontífice a visitar uma favela carioca em 30 anos. 
• Papa pede que fiéis em Aparecida (SP) rezem por ele e diz que volta em 2017. • Paes admite risco de novos problemas com transporte na Jornada. 
• Papa visita favela, abençoa bandeiras olímpicas do Rio e ganha chaves da cidade. 
• Papa critica liberalização das drogas no continente. 

 photo _aacampusfidei_zpsb1849cf5.jpg
• Por chuva, missa e vigília mudam de Guaratiba para Copacabana.
• Decisão foi anunciada pelo Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta.

• Mau tempo deixou Campo da Fé cheio de lama, sem condições.
-------------------------------------------------
• Local da missa do Papa em Guaratiba vira um lamaçal.
• Diretor da empresa da família Medina debocha dos fiéis. 
• Responsável por montar espaço diz que jornada não é visita ao shopping. 
• É uma total falta de respeito com os fiéis que vão à missa do Papa, em Guaratiba. O terreno do Campus Fidei virou um lamaçal. Mas para Duda Magalhães, diretor da Dream Factory, empresa da família Medina (Rock in Rio), a missa campal não é um passeio ao shopping. E disse mais: Passar frio, calor, estar numa área de terra ou alagada, são condições de um evento como este. É muita cara de pau, além de ser um deboche e falta de respeito com os fiéis. 
• Foi através dessa empresa Dream Factory, que Cabral deu quase R$ 10 milhões para patrocinar o Rock in Rio, em Lisboa (Portugal) e em Madri (Espanha), em outra negociata com o dinheiro público. A empresa é presidida por Roberta Medina, filha do publicitário Roberto Medina. 
• E não custa lembrar que a Dream Factory foi contratada pela prefeitura, e que Paes fez mais uma negociata porque o terreno pertence a Jacob Barata, o Rei dos Ônibus, que aproveitando a terraplanagem e obras bancadas pela prefeitura vai lançar um megaempreendimento imobiliário no terreno. Com isso já economizou milhões. 

O Rio continua entregue à falta de estrutura. 
• O colapso do transporte público do Rio, autoridades atribuíram ao grande número de turistas e ao consequente aumento da demanda os recentes problemas. Na terça-feira, peregrinos se acotovelaram em estações de metrô e pontos de ônibus lotados e outros ficaram ao relento, madrugada adentro, à espera de coletivos que não chegavam. O prefeito Eduardo Paes brincou Papa Francisco é um criador de engarrafamento, pois atrai muita gente. 

• Pobre? Beneficiária do Bolsa Família doou R$ 510 para campanha de Dilma.
• Cabral muda decreto sobre investigação de atos de vandalismo. Após várias críticas, governador revoga redação que cria a CEIV. 

Esquecimento? Flickr
• Vinte anos após Candelária, professora lamenta impunidade das crianças mortas na chacina da Candelária, no Rio. Yvonne Bezerra de Mello, uma das primeiras a chegar ao local do massacre, diz que mesmo para sobreviventes, desfecho foi trágico. 
• Mais de 60 crianças e adolescentes que dormiam do lado de fora da igreja da Candelária, no centro da cidade, escaparam com vida depois que a polícia atirou sumariamente nelas em uma noite de inverno em 1993. Oito morreram, seis menores e dois maiores de idade. 
 Nos últimos 20 anos, primeiro lentamente, mas de forma cada vez mais perceptível, o telefone de Yvonne Bezerra de Mello parou de tocar. Por duas décadas, Mello, de 66 anos, manteve o mesmo número fixo em seu espaçoso apartamento em uma área nobre da orla do Rio de Janeiro, para que sobreviventes de um dos piores episódios de violência na história do Brasil mantivessem contato. 

Deselegante e deseducado 
• O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, disse ter ficado surpreso com o suposto gesto de descortesia com a presidente Dilma Rousseff na cerimônia de boas-vindas ao papa Francisco, no Palácio do Guanabara, no Rio de Janeiro. Com base em imagens de TV captadas a partir de determinado ângulo, foram criadas versões sobre o comportamento do ministro que não encontram amparo na realidade. O ministro repudia interpretação de que teria sido deselegante com a presidente e ratifica seu respeito pelos poderes constituídos, diz a nota oficial. 

Rede, de Marina Silva 
• Pode vetar banqueiros, mas não Neca. 
Ela não é vista como filha de banqueiro, justifica deputado Walter Feldman (SP), que deixou o PSDB para ir para o Rede Sustentabilidade; militantes que apoiam o novo partido defendem que sejam recusadas doações partidárias de empreiteiras e bancos, como a sigla já determina com empresas de tabaco, agrotóxicos, bebidas alcoólicas e armas; herdeira do Itaú, no entanto, tem relação mais próxima com a futura legenda: Neca Setúbal é amiga de Marina Silva e responsável pela captação de recursos do Rede. Quer dizer que ela pode?

Alguém disse que sabia dirigir na Rússia...

Um grito no desespero 
• O ex-presidente disse em discurso na festa que marcou o encerramento das comemorações dos 10 anos de governo do PT, em Salvador, que o Brasil demorou a ser tratado com respeito aos pobres; O PT ousou dizer que o Brasil é soberano, mas também não é melhor do que ninguém. Antes, os outros países da América Latina olhavam o Brasil como adversário e o Brasil olhava para a África com desprezo. Nós conquistamos a confiança dos países. O governo desses 10 anos tenta consertar os 20 anos anteriores

Contrariando o texto anterior 
• NYT compara estádios aos péssimos serviços públicos no Brasil. 
• Jornal norte-americano critica qualidade de escolas e hospitais públicos no Brasil.

• Um dos maiores jornais dos Estados Unidos da América, o New York Times critica mais uma vez o Brasil. Em vídeo de quatro minutos e trinta e nove segundos, o diário americano compara os R$ 13 bilhões investidos em estádios para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014 à qualidade das escolas públicas e ao sistema de saúde gratuito. 
• Intitulado por A semente dos protestos, o vídeo mostra estudantes cariocas falando da insegurança sentida nos centros de ensino, professores reclamando de salas cheias e médicos denunciando a migração de profissionais qualificados para a rede privada, onde os salários são melhores remunerados. 
• As cenas mostram ainda corredores de hospitais abarrotados de pacientes, sem conseguir atendimento, além de criticar os baixos salários pagos aos profissionais de saúde e educação. 
• Brasil: impasse põe saúde em encruzilhada. Falta de consenso entre classe médica e governo federal ameaça emperrar modernização de setor crucial para o país. Brasil deveria focar menos em médicos e mais em enfermeiras, diz especialista. Entidades médicas criticam medida que amplia duração de cursos de medicina. 

Agraciados 
• Para Lula a saúde pública está a um passo da perfeição, mas Genoino é operado no Sírio-Libanês Comunismo de araque - A política está longe de ser a arte da coerência, mas os integrantes de um partido que abusam do ufanismo deveriam fazer um esforço para que o vexame não fosse tão grande. Líder maior dos petistas, versão genérica de Messias e agora um bem sucedido lobista de empreiteiras, Lula, que prometei afiar as unhas para enfrentar os adversários, afirmou, em 2006, que a saúde pública no Brasil estava a um passo da perfeição. 
• A mentira foi tamanha, que nem mesmo o companheiro José Genoino conseguiu acreditar nas palavras do ex-metalúrgico que por um equívoco popular chegou ao mais alto cargo da nação, que em apenas uma década experimentou a derrocada. 
• Condenado pelo Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470 por ter participado do Mensalão do PT - o maior escândalo de corrupção da história nacional – Genoino sentiu-se mal na tarde de quarta-feira (2), em Ubatuba, litoral norte paulista, e foi internado às pressas no Hospital Sírio-Libanês, onde foi submetido a uma cirurgia de emergência após diagnóstico de dissecção da aorta, processo que faz com que a artéria se abra em camadas. 
• Por ocasião da condenação na Ação Penal 470, o STF impôs a José Genoino, além da pena (6 anos e 11 meses de prisão), multa no valor de R$ 468 mil. Irmão do mensaleiro condenado, o deputado federal José Nobre Guimarães (PT-CE) - foi acusado de ser o mentor do escândalo dos dólares na cueca - disse que Genoino não tem condições financeiras para quitar a multa. 
• Sem recursos suficientes para honrar a multa que lhe impôs o STF, José Genoino deveria ter optado por um hospital da rede pública para solucionar o problema cardíaco, não o Sírio-Libanês, o mais caro e badalado do país, cuja conta será enviada à Câmara dos Deputados e paga com o suado dinheiro do contribuinte. Até porque, para o governo da companheira Dilma Rousseff, o único problema da saúde pública brasileira é a falta de médicos nas cidades mais distantes e nas periferias das metrópoles. E São Paulo não se enquadra nesses quesitos. 
• Não se trata de analisar o assunto pela ótica da intransigência, mas a vida só avança quando respaldada por um binômio que mescla lógica e coerência. Considerando que Genoino está desprovido financeiramente e a conta do Hospital Sírio-Libanês não é das mais baratas, pelo contrário, o parlamentar deveria agir com um mínimo de coerência, pois é muito fácil sugerir ao cidadão comum, que financia essa bandalheira chamada Brasil, que em caso de urgência recorra ao hospital público mais próximo e aguarde na fila de atendimento. 
• O ucho.info deseja a José Genoino pronto restabelecimento, mas espera que os médicos descubram que o parlamentar precisa de altas doses de coerência, pois nada pode ser mais direitista do que um representante da esquerda no poder. 
• Esse comunismo boquirroto que embala o Partido dos Trabalhadores é simplesmente nauseante e exigirá que os contribuintes arquem com uma conta de R$ 1 milhão ou mais. Estivesse o povo brasileiro decidido a decretar o fim da bandalheira que domina a política nacional, o Hospital Sírio-Libanês teria amanhecido cercado por manifestantes. (Ucho.info) 

Por que Cuba tem tantos médicos? 
• Após a Revolução, metade dos médicos cubanos resolveram deixar o país. A notícia de que o governo brasileiro estaria estudando levar médicos cubanos ao país desatou uma imensa polêmica no mês passado. Se concretizados, tais planos incluiriam o Brasil em uma longa lista de países que já recebem médicos da ilha. 
• Mas como, afinal, Cuba chegou a ter tantos médicos? E por que tem tanto interesse em exportar seus serviços para outros países? 
• Em Cuba, os profissionais da área de saúde têm uma função bem mais ampla do que simplesmente atender à população local. Já há algum tempo, a exportação de serviços médicos tornou-se crucial para a economia da ilha. 
• Segundo informações repassadas pela chancelaria do país ao correspondente da BBC Mundo em Havana, Fernando Ravsberg, o contingente de profissionais de saúde cubanos fora da ilha incluem atualmente 15 mil médicos, 2,3 mil oftalmologistas, 5 mil técnicos de saúde e 800 prestadores de serviço trabalhando em 60 países e gerando lucros milionários ao regime - as cifras mais otimistas falam em até US$ 5 bilhões (R$ 10,6 bilhões) ao ano. 

• Rússia emite certificado que permite Snowden deixar aeroporto de Moscou. 
• China: Bo Xilai é acusado oficialmente por suborno, abuso de poder e corrupção. 
• Oposição dos EUA contempla legalização de jovens. Críticos dizem que medida quer minar promessa de campanha do presidente Obama de legalizar 11 milhões de imigrantes. Após reforma, EUA receberão 151 mil imigrantes a menos por ano. 

Acidente de trem na Espanha deixa pelo menos 77 mortos. Trem viajava de Madri para cidade na costa noroeste do país; todos os 13 vagões teriam saído dos trilhos. 
Papa lamenta acidente de trem na Espanha e oferece missa as vítimas. Espanha decreta 3 dias de luto por acidente de trem.

Nenhum comentário: