16 de jun de 2013

Vaias denotam náuseas....

 photo _aavaia_zps8fde4c07.jpg
Congresso chantageia? Só de vez em quando
• Perguntou-se à ministra Ideli Salvatti, coordenadora política de Dilma Rousseff, se o Congresso faz chantagem com o governo. E ela: Vou te dizer que essa possibilidade existe e de vez em quando acontece. Segundo ela, a presidente não vê a prática com bons olhos. Hã, hã… 
• Gestora do balcão, Ideli informa que irá liberar nesta semana um lote de emendas orçamentárias de congressistas. Coisa de R$ 2 bilhões. Dinheiro de troco, queixam-se os parlamentares. Quer dizer: o problema não está apenas na chantagem, mas no pagamento da extorsão em conta-gotas. Nesse jogo, a regra é clara: uma mão suja a outra. (Josias de Souza) 
• E o povo negou Dilma três vezes no Mané Garrincha! O que isso quer e não quer dizer. (Reinaldo Azevedo) 
• Falta de respeito não é vaiar, falta de respeito é deixar esse País do jeito que está. (Chaplin) 

Protesto gota d'água 
• Está aí a melhor tradução sobre esses protestos que estão acontecendo em várias cidades do País! 
• Finalmente! Parece que a população está acordando da letargia em que se meteu nessa triste era PTista apóstata! 
• Você ainda acredita que esses protestos estão acontecendo porque aumentaram em 20 centavos, a passagem dos ônibus? 
• E tem mais: como diz um amigo meu: - ....Manifestação, protesto, revolução, para surtirem efeito, envolvem violência"de algum tipo. Todo mundo rezando na Igreja, não muda nada. É preciso cutucar e sacudir o Estado, essa Leviatã, epulário ventripotente, inerte, quase ou sem nenhuma ligação com os anseios do povo.

 photo _afotos16_zps15d760c5.jpg 

Amar é uma escolha que transforma as relações! 
• Aristóteles, um filósofo muito importante para o mundo acadêmico, lançou sua tese afirmando que se nossas relações fossem de amizade, não precisaríamos da justiça. Para o pensador, desejar o bem do outro, por meio de um amor incondicional, é o que deveria abastecer as relações humanas. Esta proposta é inspiradora, e também rara para os nossos dias. 
Vivemos tempos de confusão relacional e de grandes desafios quanto ao amor - sentimento tão nobre, que nas histórias épicas direcionava pessoas, modificava valores e alterava sonhos. Hoje, procuramos em nós mesmos um sentimento que possa nos mover e inspirar, modificar e restaurar os nossos sonhos. O amor nas relações humanas é tão raro, que parece que estamos nos acostumando com a infelicidade. - Mas, o que é o amor? E por que associá-lo às relações de amizade? 
O amor é uma superação dos nossos limites, é uma alteração na maneira de sentir, uma recolocação do espaço do outro na nossa vida e um reposicionamento da nossa vida no mundo. O amor é uma consciência da própria presença no mundo e uma consciência do que essa presença produz em todos os espaços e na vida das pessoas. É diferente da proposta hollywoodiana, na qual o amor é descrito como um sentimento mágico. Na verdade, ele é construído a cada dia por meio de relacionamentos que possam nos mover. Precisamos escolher extrair o melhor que há em nós para ser doado, para desejar o bem e, ao mesmo tempo, produzir relacionamentos que nos inspirem a viver neste mundo, onde é raro amar e ter amizade.
Amar é uma escolha que não passa pelo externo e nasce no interno. Amar é uma escolha interna que nos movimenta na direção de abertura ao outro. Por ser escolha, nos transforma e nos inspira a caminhar na direção de um sentido mais sublime da existência: as relações humanas baseadas única e exclusivamente no sentimento maior, o amor. Faça um bem a você mesmo, escolha o amor! (Milene Costa) 

Oceano em 3D ... Fantástico!

Nenhum comentário: