7 de jun de 2013

Obama, menos, menos....

 photo tumblr_mm00pfuKu01ry734eo1_250_zps0147f3b2.gif
Conselheiro informal do governo desde os tempos de Lula na Presidência, ex-ministro diz que presidente Dilma Rousseff precisa vir a público garantir que o déficit do governo ficará em zero em três anos; para Delfim Netto, o mercado tem uma percepção, a meu ver exagerada, de que a política fiscal é uma esculhambação; ele acredita que, sem apoio fiscal, (Alexandre) Tombini terá de elevar os juros a dois dígitos; na Bolsa Mercantil & Futuros já contratos de juros sem fechados a uma taxa de 10% ao ano. 

Um perigo atrás do outro. Veja

Quanta orquestração. Amplos setores da imprensa tentaram cassar dos evangélicos o direito de dizer não. Agrediram os fatos, a democracia e os seus leitores. 

Possível rebaixamento de nota do Brasil é preocupante, diz CNI. A mudança da perspectiva do rating soberano do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor's para negativa foi vista com muita preocupação"pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade. O país estava vindo em uma direção boa, caminhando para ser a quinta economia (do mundo), essa tendência de rebaixamento coloca a situação em retrocesso, durante seminário promovido pelo Lide, grupo de líderes empresariais. Avaliou não ser culpa do governo brasileiro e sim a situação econômica global e o viés negativo da nota pode dificultar a captação de investimentos para o país. 

Força Nacional de Segurança vai atuar na Copa das Confederações e na Jornada Mundial da Juventude. A Copa das Confederações ocorrerá de 15 a 30 de junho e a Jornada Mundial da Juventude, de 23 a 28 de julho. Rio vai ter missas em 20 idiomas durante a Jornada. 

Governo libera R$ 1,7 mi para pagar infraestrutura nos centros de mídia da Fifa. Desta vez, a verba é para ajudar a pagar a conta de instalação de internet e telefone nos centros de mídia da Fifa, que irão funcionar junto aos estádios que recebem as partidas. 

Congresso promulga criação de 4 tribunais regionais federais e Renan nega responsabilidade na promulgação dessa PEC.

Brasileiros vencem 24ª olimpíada internacional de matemática. Equipe de jovens estudantes obteve medalhas de ouro e prata no Paraguai. 

Série de entraves limita uso da energia eólica no Brasil. Falta de planejamento e de linhas de transmissão estão entre problemas que impedem avanço de alternativa limpa e de fonte renovável. Desmatamento compromete geração de energia, diz estudo. Carvão deve superar petróleo em matriz global de energia. 

The Economist que havia criticado o governo e ironizado Guido Mantega, voltou atrás. Revista britânica lembra que, no ano passado, pediu demissão do ministro da Fazenda. Brasil despenca em ranking de competitividade. Mesmo desacelerando para 0,37% em maio, inflação oficial chega ao topo da meta. Nos cinco primeiros meses de 2013, o IPCA já subiu 2,88%; no acumulado de 12 meses, resultado é de 6,50%, teto da meta estabelecida pelo governo. Dólar sobe e vai a R$ 2,15; Bolsa abre em queda de mais de 1%. 

No final do ano passado o senador José Sarney declarou que já tinha dado a sua contribuição ao Brasil e que não disputaria novas eleições. E que contribuição! Bem, mas teve gente que ainda acreditou. Agora, não descarta se candidatar mais uma vez em 2014.


EUA buscam frear suicídios de soldados. Ao regressarem das zonas de conflito, soldados sofrem com trauma do estresse pós-traumático. Número de militares que tiram a vida após voltar de missões ultrapassa o de mortos em guerras. 

Turquia: conheça os planos para o parque pivô dos protestos. Planos para reformas no local desencadearam onda de protestos no país. 

Guerra Síria faz ONU lançar maior apelo humanitário da história. Nações Unidas afirmam que agências precisam de US$ 5,2 bilhões para ajuda. 

The Economist dá puxão de orelha na transmissão da Globo para Brasil x Inglaterra e reclamaram muito por conta dos atrasos na exibição de lances. A revista inglesa classificou como péssima a qualidade de imagem. 

UE adverte Turquia contra repressão mas prossegue com discussões de adesão. Turquia não deve usar violência contra os manifestantes turcos, que há vários dias protestam contra o poder do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, afirma Merkel.

Como 6 médicos derrubam 6.000...cubanos

Hoje quase bati meu carro. Na curva próxima a entrada do hospital do plantão. A BandNews anunciava o acordo do governo petista de Dilma, a feia, para a importação de 6.000 médicos para os locais insólitos do País. Porque falta médico..... Porque falta.... Às 6 horas da noite chegava no hospital. Mas o meu plantão só começa às 8... 

Estava fugindo do engarrafamento mais cedo quando uma amiga mandou uma mensagem: o plantão está fogo. Estava entrando numa apendicite e chegou um baleado. E lá foi a Ju atrás de sangue. Ok. O mais sensíveis não podem mais ler. Como se opera um baleado de abdome e perna no SUS? Lições para ...a vida (?) 

Falta sangue. Hoje não tinha nenhuma bolsa de sangue no hospital. Nenhuma. Falta ortopedista. O estado passa por uma grande crise de contratação - há médicos - mas falta a burocracia para estabelecer contratos de emprego. E falta dinheiro para concursos públicos com salários dignos. E aí, estão em casa... Esperando resolver. E aí o chefe da ortopedia veio de casa para operar o paciente. 

Faltam fios cirúrgicos. Falta antibiótico. Falta vaga no CTI. E o centro cirúrgico vira pós-operatório, cheio de pacientes aguardando uma vaga no CTI... 

E aí, eu estava esperando a circulante de sala voltar com material, cirurgia parada, e reclamei (aahh como reclamo!) que faltavam mais circulantes na sala com um paciente grave! 

Eram 2 anestesistas, 2 cirurgiões gerais, 01 cirurgião vascular, 01 cirurgião instrumentando (é, grande parte do SUS não paga por instrumentadoras, então o médico faz esse outro papel), 01 ortopedista no lado de fora e outra equipe de 02 cirurgiões na emergência. E aí disse.... 

Eu tenho 6 médicos em sala e só uma circulante para fazer tudo? (6 e 1/2, Ortopedista é café-com-leite, né?) E quando penso em sair... Nãooo sua louca, lá fora os outros estão pior! 

Só me resta perguntar: importaremos de Cuba também macas? Fios? Antibióticos (hiii a Anvisa...)? Enviaremos pacientes para os CTIs de lá? (Já vejo a FAB envolvida..) E sobre regras de transfundir sangue cubano por aqui? Aahh, conheço alguém na Comissão dos Direitos Humanos que vai adorar esse tema! Os Castros vão fornecer o quê mais?

Falta dignidade. Faltam salários. Falta gente (brasileira) capacitada e bem- formada. Vamos falar do interior? Dos locais inóspitos? Faltam estradas para ambulâncias. Falta água e saneamento para as doenças infecto-contagiosas. Falta o povo saber ler a receita médica. Estive no Pará para treinar médicos com o ATLS. Tinham médicos lá. Mas na cidade, faltou luz e demos aula no gerador. 

Revalidar o diploma de médicos estrangeiros não é o problema. Precisamos revalidar o diploma de quem rege o nosso país. Mas, para uma terrorista, isso não deve ser importante 

Falta muita coisa.... Ah, se não falta. Tadinha de Cuba. Uma ilha tão pequena para resolver a carência de tanta coisa... Quando souber no que se meteu.... Haja charutos! 

Uma reflexão a todos, principalmente daqueles que acreditam nos argumentos vigentes da Política de Saúde Pública de Dilma! (Juliana Mynssen)

Nenhum comentário: