6 de jun de 2013

O Brasil é uma árvore cheia de tartarugas

 photo _adelaccedilao88_zpse2f2d250.jpg • E a luta PMDB vs. PT continua: Líder do PMDB diz que trabalhará para derrubar 13 vetos de Dilma à MP dos Portos. Governo prevê investimentos privados de ao menos R$ 25 bilhões em portos. 
• Antigamente se diria ao cair da noite: Promulgada PEC que cria 4 Tribunais Regionais Federais. Substituto em viagem de Renan contraria presidentes do Congresso e do STF. 
• Sem serviço de plantio, SP vai doar 200 mil mudas. 
• Aeroporto do Rio fica às escuras a dez dias da Copa das Confederações.
• BCE mantém taxa de juros em 0,50% e aguarda recuperação em breve.
• Afinal, quem manda? Lula relata a executivos do Peru que faz pressão sobre decisões de Dilma. 
• Braço direito: A Polícia Federal solicitou, anteontem, a quebra do sigilo bancário de uma conta-corrente no banco Santander, em São Bernardo do Campo (SP), pertencente a Freud Godoy, que foi assessor especial da Presidência durante o governo Lula, e à mulher de Freud, Simone Godoy.O objetivo é descobrir supostos beneficiários de repasses da conta durante o ano de 2003, entre eles o ex-presidente Lula, apontado pela PF mineira como alvo secundário do inquérito. O inquérito é considerado pela PF filhote do mensalão
• Se têm de dar certo dará: O BRT Transoeste, primeiro de quatro corredores de ônibus projetados pela Prefeitura do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos 2016 a ser inaugurado, completa um ano hoje com reclamações de superlotação, acidentes na via exclusiva e atropelamentos de pedestres. Conectando bairros da Barra da Tijuca e de Campo Grande, na zona oeste, já houve sete vítimas fatais. 
• E a Câmara aprovou mais 800 municípios! No Brasil, 88% das cidades não conseguem pagar contas. 
• A ronda que preocupa o Brasil: Henrique Eduardo Alves receberá na presidência da Câmara hoje, grupo de trabalho que tenta pôr em pé uma nova versão da PEC 37 - aquela proposta de emenda à Constituição que ateou revolta no Ministério Público ao atribuir às polícias a competência privativa para realizar investigações criminais. Nosso tempo está se esgotando, disse Henrique Alves. Por isso, farei uma advertência ao grupo: ou chegam logo a um acordo ou vai a voto o texto original. Dia 26 será votada essa matéria. Não tem choro nem vela. Ou votamos a PEC 37 ou a fórmula encontrada pelo grupo para substituí-la.
• Apostador leva sozinho prêmio de R$ 22 milhões da Mega-Sena 23. 
• Óleo vaza na bacia Amazônica e põe governo em alerta. 
• Enquanto o povo e estrangeiros sofrem, Moreira Franco e oposição discutem sobre aeroportos. 
• Incrível o que Lula e Dilma fazem com o nosso dinheiro. É assombroso! Brasil financiará melhoria de ensino superior na África. 
• Polícia encontra cerca de 100 tablets do MEC queimados em MG. 
• BC diz que estará especialmente vigilante na condução da política monetária e eleva projeção de inflação em 2013, acima do valor central da meta, diz ata. 
• Contratados da Prefeitura de SP roubavam cabos de cobre. 
• País reduz em 39% emissões de gases de efeito-estufa em 5 anos.


Do Bronx à Rocinha, via Mumbai 
Não vá ao Rio. Cidade do crime, você vê na internet. Cidade de estupros de estrangeiras, de bandidos adolescentes impunes. A mensagem é longa e detalhada. Verdade? Quem manda as mensagens? Não importa. O Rio assusta. São Paulo também. BH também. O nordeste mais ainda. Brasília? Capital do sequestro. O Sul, abaixo de São Paulo, que era segurança maravilha, hoje é destaque nas manchetes do crime. 
• Neste fim de semana, em Nova York, uma campeã na redução de crimes violentos, foi batido um recorde negativo. Vinte e cinco pessoas baleadas com seis mortes em menos de 48 horas, entre eles uma menina, Tutu, de 11 anos, ferida no pescoço na porta da casa dela durante um tiroteio de gangues. A bala foi parar na espinha. Tutu está paralítica. 
• Sara, outra adolescente, atingida em outro tiroteio, sábado, no bairro do Bronx, hoje é uma heroína dos jornais. Quando viu que todos correram e o carrinho da criança ficou abandonado na calçada, ela saiu em socorro e foi baleada. Ela se recupera de um ferimento na perna. 
• Apesar do número recordista de violência armada em muitos anos, maio mantém a escrita de violência em queda. Desde 1964, é o maio menos sangrento de Nova York. Nova York ainda tem crédito no banco da segurança. 
• A manchete maior na queda do crime vem de Chicago, que liderava o país em guerras de gangues. Queda de 35% desde janeiro. A ação da polícia começou com a morte de uma adolescente num tiroteio de gangues. Haydee Penbertom, de 15 anos, uma estudante brilhante, boa filha, sem conexões com bandidos. 
• Os protestos dos vizinhos mexeram com a polícia que, numa operação parecida com as UPPs, despachou 400 policiais para ocupar as vinte áreas mais violentas da cidade. Além do número, o impacto das câmeras pela cidade foi decisivo. Nenhum bairro americano se compara ao Bronx, de Nova York, em fama de violência, destruição e decadência. No passado. Outras cidades podem ser mais perigosas, mas em Nova York tudo é multiplicado pela mídia. Mais da metade do Bronx foi destruída em incêndios criminosos. Não é exagero. Mas quando uma companhia de turismo lançou a excursão venha conhecer o verdadeiro Bronx, inspirado em tours das favelas do Brasil, Índia e África do Sul, o ônibus com os turistas foi parado, expulso do bairro e as excursões foram canceladas. 
• Até agora ninguém reclamou da falta de liberdade de expressão. 
• O ônibus deu azar. Chegou no Bronx no dia de uma festa popular em que a população comia, bebia e festejava as conquistas culturais e a história do bairro. 
• Por pouco, os turistas não tiveram um verdadeiro momento Forte Apache, Bronx, o filme que chocou o mundo e transformou o Bronx num símbolo da decadência do capitalismo. 
• Naquela época, os americanos não queriam esconder a vergonha do bairro. Pelo contrário. Em 77, o presidente Carter percorreu o Bronx para mostrar as feridas sociais. Três anos depois, o rival Ronald Reagan voltou lá para mostrar que Carter não tinha mudado nada. A tragédia continuava do mesmo tamanho. Virou material de propaganda na campanha política: Veja a miséria do Bronx. Hoje, os moradores querem esconder o passado e promover o futuro. 
• O Bronx melhorou, e muito. Hotéis de luxo estão em construção, centenas de lojas, entre elas cadeias finas como Macy's e Target. Trump constrói um campo de golfe com padrão internacional. Para os líderes do Bronx, é urgente separar as palavras Bronx, incêndio e drogas. Mas ainda há pobreza e a rica história da violência. 
• Só fui à Rocinha uma vez, num evento promovido pela BBC. A intenção era mostrar um bairro em recuperação econômica e social. Foi em meados de 90 e foi tranquilo. 
• Muito antes, quando era guia, quase fui lá a pedido de um casal de turistas franceses. Tinha acabado de chegar ao Rio, mal sabia o que era zona sul ou zona norte, precisava de dinheiro para pagar o curso e as contas. Pintou uma vaga de guia de turismo da empresa USE. Eu falava inglês, o francês não era ruim e queria conhecer o Rio. Não escondi minha ignorância, mas isso não era problema, me explicou o chefe. 
Você passa uma semana fazendo os tours com outros guias, estuda um pouco e pronto
• Foi uma boa experiência, mas não havia excursão para as favelas do Rio. Quando passei o pedido do casal francês para o diretor, ele respondeu: Turismo na favela? Nem pensar
• Cheguei a fazer uma conexão na Rocinha para uma viagem de táxi, mas o casal já tinha feito compromisso para subir outra serra e passar o dia com nossa família imperial. 
• Turismo da miséria virou negócio nos últimos vinte anos. A empresa Reality Tours and Travel fatura nas excursões de Dahravi, em Mumbai, cenário do filme Slumdog Millionaire. 
Favela 5 estrelas, diz o promotor das excursões, com 700 mil residentes, 11 mil comerciantes e , entre os miseráveis, um punhado de milionários. Não tem gangues, mas tem estupradores. 
• Qualquer turista vítima de crime no Brasil pré-Copa e pré-Olimpíada, vai ser notícia de destaque. A americana estuprada no ônibus no Rio e o alemão baleado na Rocinha vão provocar outros alertas como o não vá ao Rio do crime, mas o que mais afasta turistas do Brasil ainda é a combinação preço-bagunça. (Lucas Mendes)


• Bolsistas do Ciência Sem Fronteiras viram embaixadores culturais do Brasil. Estudantes reuniram-se na capital americana para avaliar prós e contras do primeiro ano do programa. Universidades brasileiras buscam romper isolamento com cursos em inglês. Dilma busca ajuda dos EUA para capacitar estudantes brasileiros. 
• Tomada de cidade estratégica na Síria muda dinâmica de conflito. Forças leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, retomaram o controle da cidade nesta quarta-feira. 
• Começa em Moscou julgamento de 12 opositores de Putin. 
• Coreias do Sul e do Norte darão início a diálogos de paz. 
• Por Copa, ministro faz tour em órgãos de imprensa em Nova York. Aldo Rebelo fez tour por principais veículos de comunicação dos EUA para sanar dúvidas sobre a Copa do Mundo. 
• Ex-presidente mexicano diz que cultivaria maconha se fosse legalizada. 
• Cientistas dizem ter descoberto origem do câncer de mama. Tumor nasce a partir de mau funcionamento de células localizadas nos ductos mamários. 
• Nobel da Paz anuncia intenção de disputar presidência de Mianmar. A líder da oposição birmanesa, Aung San Suu Kyi, declarou nesta quinta-feira que deseja disputar a eleição presidencial prevista para 2015, considerada a primeira disputa livre no país em mais de meio século. 
• Ativistas dizem que enfrentamentos na passagem entre Síria e Israel continuam. • Milhares de pessoas fogem das inundações na Europa Central.
• Primeiro-ministro japonês diz que suas medidas econômicas são a única solução. 
• Famílias tchecas continuam sem luz e calefação devido a enchentes. 
• Desemprego na França chega a 10,4% no primeiro trimestre. 
• Policia não acredita que Paris Jackson queria morrer, diz site TMZ. Fontes policiais próximas ao caso disseram ao site que baseado nas informações averiguadas, ela apenas queria chamar atenção. Não faz sentido, se você quer realmente morrer, ligar para a emergência, quando o atendente obviamente vai enviar uma ambulância para sua casa, falou uma fonte ligada ao caso. Ela queria ser salva. Em imagem de abril divulgada pelo TMZ, Paris Jackson aparece com cortes no braço esquerdo, o que pode indicar que ela já tinha hábito de se cortar antes da tentativa de suicídio. Outra evidência seria o fato de que a filha de Michael Jackson estava consciente na hora em que os paramédicos chegaram, e não discutiu ou brigou para não ser levada ao hospital.


Assaltante na Espanha
• Isso é primeiro mundo!
• Este incidente acima ocorreu em Alicante, na Espanha a dois anos.
• Aparentemente, a polícia espanhola concordou com as exigências do terrorista.
• Ele foi autorizado a sair do banco, na companhia de dois reféns.
• A polícia deu-lhe uma motocicleta.
• Então, deixando os reféns para trás, ele foi autorizado a ir embora por uma estrada clara para fazer sua fuga.
• Todo este incidente, mostrado na televisão CBS, completo com notícias relatando em inglês, pode ser visto neste vídeo de 55 segundos.
• Os segundos finais deste vídeo mostra o resultado do planejamento espanhol.
• Se isso acontece no Brasil, os policiais seriam todos presos e demitidos, o secretário de segurança pública também demitido; todos iriam responder por vários crimes etc.
• O terrorista teria uma moto nova, R$ 500.000 de compensação, um pedido de desculpas do Governador, da Presidente e sua família seria trazida de avião e alojada num Hotel de luxo. O bandido passaria a receber pensão do governo, o pessoal dos direitos humanos faria uma passeata para homenagear o bandido que rapidamente viraria pastor evangélico.
• E a família dos reféns?... Bem esses que se lixem; quem os mandou estar no banco àquela hora? Para ainda darem trabalho à policia? Isto é, acertadamente, a situação do nosso País: nunca nossa polícia será devidamente respeitada, como deveria ser, por culpa destas questões protecionistas, corruptas , vergonhosas, canalhas e sórdidas que as nossas leis impõem quando o assunto é punir um delinquente com rigor. A coisa é tão vergonhosa que bandido preso agora é privado de liberdade Quer mais? Para os bandidos, a paz e a alegria; para a Polícia e as pessoas de Bem e honestas, nenhum apoio ou respeito.
• Pobre Brasil. Não se espante de a Presidente ainda enviar uma carta de repúdio para o governo Espanhol pelo ato cruel cometido pela policia. 

Gostaria de saber o que esse Jeová fez de errado pra ter tantas testemunhas assim...

Nenhum comentário: