7 de mai de 2013

Precisamos mudar o Brasil !

 photo _aamedcuba_zps7a103fa1.jpgSUS, te cuida! 

Ela foi terrorista. Ela sequestrou avião, ela pode ter matado. Como que ela pode criar uma Comissão da Verdade e, como presidenta, não se colocar? Deveria ser a primeira pessoa a ser averiguada? (Lobão, que acaba de lançar Manifesto do Nada na Terra do Nunca)

Política migratória do Brasil está parada 
Tendo que lidar com alto influxo de refugiados e querendo atrair cérebros, país busca atualizar legislação defasada para estrangeiros. Entre refugiados e atração de cérebros, Brasil segue sem política migratória. Grandes levas de imigrantes haitianos têm entrado no Brasil pela fronteira do Acre. Em meio à crise recente causada pela entrada maciça de estrangeiros no Brasil pela fronteira com a Bolívia, no Acre e à discussão sobre a necessidade de atrair mão de obra qualificada de estrangeiros para suprir a demanda do mercado, a criação de uma política migratória - que ainda não existe no Brasil - está paralisada. Diferentes setores do governo brasileiro concordam sobre a necessidade de atrair estrangeiros altamente qualificados em caráter temporário e permanente para o país, mas divergem quando se trata da mão de obra pouco qualificada.

Record: dispensas início do ano, mais 10% agora e anuncia-se mais 20%. Mais do que nunca o Banco de Dízimos está baixo.

Cumprindo a expectativa de uma tramitação célere, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, encaminhou nesta segunda-feira, 6, para a Procuradoria-Geral da República (PGR) recursos de condenados no processo do mensalão. O procurador-geral, Roberto Gurgel, terá 10 dias para analisar as alegações dos condenados e emitir sua opinião.

Vai dar um trabalho... - Bem cotada nas pesquisas, a magrela da Rede está com a bola cheia. E manda recado na campanha de criação do partido nas redes sociais: Democratizar a democracia é mais Joaquim Barbosa e menos Zé Dirceu, informa Ilimar Franco. Marina Silva afaga o presidente do STF, Joaquim Barbosa, que a cada dia dá mostras de que foi picado pela mosca azul. Sua fala na Costa Rica, por exemplo, estava mais para candidato do que para magistrado. Como o PSOL é um partido radical, e a Marina, light, penso que o Quincas poderia integrar a chapa da acriana como vice. (Roberto Jefferson)

Engavetamento da emenda anti-STF irrita o PT. 

Que Deus o proteja: No Brasil, papa celebrará missa em Aparecida e visitará favela no Rio. Papa andará a pé por ruas de favela na zona norte do Rio durante visita.


Seria uma tragédia se o Brasil de hoje não tivesse a Bolsa Família. E será uma tragédia se, daqui a 20 anos, a gente continuar precisando do Bolsa Família. (Senador Cristovam Buarque) 

O poder corrói! Antes: Dilma não tem biografia para presidir. Agora: Fiquei honrado com convite de Dilma. (Guilherme Afif Domingos) 

Êta governo bão! Preço da cesta básica sobe em 12 das 18 capitais pesquisadas. 

O senador Lindbergh Farias foi proibido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) de aparecer no rádio e na televisão nos programas de seu partido. A decisão liminar foi concedida pelo Juiz Alexandre de Carvalho Mesquita em ação movida pelo Ministério Público Eleitoral.

Começam a valer denúncias contra planos de saúde que negam atendimento. A operadoras de planos de saúde que negarem atendimento aos conveniados terão 48 horas para explicar a recusa por escrito aos usuários que assim solicitarem. A norma da Agência Nacional de Saúde Complementar foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira e já passa a valer nesta terça-feira. 

Paciente flagra recado sobre distinção no uso de quartos por planos de saúde em hospital no Rio. Uma mensagem a funcionários do Hospital-Clínica Grajaú, no Rio Janeiro, na qual a unidade diferencia o uso de quartos em favorecimento de convênios mais caros foi publicada no Facebook, na noite deste domingo, está causando indignação entre internautas. Com mais de 9 mil compartilhamentos, em menos de 24 horas, o recado, escrito à mão e escondido sob e atrás do balcão da unidade de saúde foi flagrado por uma paciente a partir da câmera de um celular.

Estado vai cortar salários dos médicos invisíveis no Rio. 

Finalmente amanhã, a pedido da ministra Cármen Lúcia, relatora daquela ação bilionária de defasagem tarifária da Varig, o STF julga o caso. Pode ser uma tábua de salvação para milhares de antigos funcionários da aviadora. 

Ocupantes do Jardim Botânico terão de deixar a área do parque, diz ministra. Cerca de 520 famílias serão removidas. Moradores de 101 casas da Rua Dona Castorina, que ficou fora da delimitação, permanecerão no local. 50 manifestantes ocupam entrada do parque. 

Rio: Polícia Civil põe a mão em acusado do estupro de mulher em micro-ônibus na Avenida Brasil. Cariocas usaram redes sociais para caçar criminoso.


Brasileiro é eleito para comandar OMC. É a primeira vez que um representante do país ocupa o cargo de diretor geral. Diplomata Roberto Azevêdo disputou posição contra o ex-ministro mexicano Hermínio Blanco. 

Rio registra a madrugada mais fria do ano: 13,5 graus. 

Conselho Federal de Medicina condena chegada de médicos cubanos ao Brasil. 

Governo diz que não irá negociar com índios que ocupam Belo Monte. 

Piloto de helicóptero que participou da perseguição a traficante é afastado. MP do Rio manda desarquivar inquérito sobre morte de traficante em operação aérea. 

Anatel: operadoras precisam de puxão de orelha por serviço ruim.


Maioridade penal, uma PEc disfarçada ou uma bomba não pautada no Senado? 

Criança resgatada em casa de desaparecidas é filha do sequestrador. A criança resgatada de uma casa na cidade de Cleveland, no Estado americano de Ohio, onde três mulheres desaparecidas há uma década foram encontradas, é filha de um dos sequestradores. A polícia confirmou que a menina de seis anos é filha de Amanda Berry, cuja dramática fuga levou à descoberta das outras duas reféns, Gina DeJesus e Michele Knight. Depois que as três mulheres desaparecidas há dez anos foram resgatadas nesta segunda-feira (6), um motorista de ônibus escolar e seus dois irmãos, com idades entre 50 e 54 anos, foram presos suspeitos de manter o cativeiro. 

A explosão de um caminhão-tanque em uma estrada no México deixou pelo menos 15 mortos e dezenas de feridos. Imagens de televisão mostraram equipes de emergência procurando vítimas nos destroços de carros e prédios que foram atingidos pela explosão. O incidente ocorreu em Ecatepec, um bairro ao norte da capital, Cidade do México. Ainda não se sabe a causa da explosão do caminhão-tanque. 

Procurador de NY quer processar bancos por violação de acordo sobre hipotecas. O procurador-geral de Nova York, Eric Schneiderman, disse que pretende entrar com uma ação contra as instituições financeiras Bank of America e Wells Fargo, acusadas de violarem um acordo de US$ 25 bilhões (R$ 75 bilhões) para compensar proprietários de imóveis vítimas de práticas abusivas durante a crise do mercado imobiliário no país. Cinco instituições firmaram um pacto com o governo americano no ano passado para reduzir o valor das hipotecas de um milhão de pessoas. Para outros, que perderam suas casas para os bancos, o acordo prevê um cheque de compensação. 

O número de mortos em consequência do desabamento do prédio Rana Plaza, em Bangladesh, no mês passado, já passa de 700, informaram autoridades locais. Equipes de resgate retiraram dezenas de corpos dos escombros nos últimos dias, elevando o número total de vítimas para 705. Muitas pessoas ainda estão desaparecidas. Segundo o último balanço, 2,5 mil pessoas ficaram feridas e outras 2.437 foram resgatadas com vida depois que o edifício de oito andares, que ficava nos arredores da capital Daca, desmorou no dia 24 de abril. O prédio abrigava cinco fábricas de roupas e há rumores de que alguns andares foram adicionados à estrutura original de forma irregular. 

Mais de 3 mil brasileiros estão presos no exterior, maioria na Europa. Pelo menos 3.078 brasileiros estão detidos no exterior. O Ministério das Relações Exteriores informou que a maioria foi presa na Europa - 1.133. Com informações dos mais de 200 postos da rede consular até dezembro de 2012, o Itamaraty mapeou os casos. Vários crimes são atribuídos aos brasileiros, como fraude, tráfico de drogas, agressão sexual e furtos, e variam de acordo com cada continente. Dos 3.078 brasileiros presos no exterior, 2.260 são homens e 452 mulheres. Os demais 366 não tiveram o sexo divulgado. Os casos de detenção fora do Brasil são acompanhados pelos serviços consulares, por intermédio de orientações e instruções específicas. 

A Coreia do Norte parece ter removido dois mísseis de uma área de lançamento em sua costa leste, indicando uma redução na tensão na península coreana, informam nesta segunda-feira autoridades americanas à agência France Presse. Acredita-se que Pyongyang tenha feito preparativos para o lançamento de mísseis no mês passado, ameaçando atacar alvos específicos na Coreia do Sul, no Japão e em bases americanas na região. As ameaças ocorreram após a ONU impor, em março, sanções à Coreia do Norte, por conta de seu terceiro teste nuclear. Agora, a aparente remoção dos mísseis põe fim a semanas de preocupações quanto a um possível lançamento iminente. 

Freud vai explicar? A bela, charmosa e competente Delegada da Polícia Federal, Andréa Pinho, irá fundo na investigação sobre a eventual participação do chefão Lula no Mensalão. O maior alvo da Polícia Federal é ninguém menos que um dos melhores amigos e homens de confiança de Lula, Freud Godoy, que foi assessor especial da Presidência da República. A PF concluiu uma perícia nas contas da empresa Caso Comércio e Serviços Ltda – pertencente a Freud e sua mulher Simone -, para saber o destino de um repasse.

Lula sonhático

O ex-presidente Lula traz de volta ao cenário político, em entrevista comemorativa dos dez anos de poder do PT, a divisão partidária entre eleitoreiros e os da base, afirmando que o primeiro precisa se reinventar para que a política não fique mais pervertida do que já foi em qualquer outro momento, e para que o partido seja capaz de estabelecer alianças e coalizões sem precisar de uma relação promíscua. O segundo grupo manteria as características desde os anos 1980, é exigente e solidário

Lula fala como se não tivesse contribuído para a preponderância do pragmatismo sobre os sonhos petistas da base, banalizados por conta da disputa eleitoral, se é que esses sonháticos petistas ainda estão nas bases. A maior parte deles, é certo, saiu do PT para criar o PSOL ou para seguir a ex-senadora Marina Silva. E, nesse saudosismo político, Lula tenta recuperar esse eleitorado. 

Ele mesmo tenta se colocar ao lado da base ao fazer uma revelação surpreendente: diz que não queria assinar a Carta ao povo brasileiro em 2002, na qual se comprometia a manter contratos e a controlar a inflação e os gastos públicos, porque ela dizia coisas que eu não queria falar, mas hoje eu reconheço que ela foi extremamente importante

Quem acreditava que aquele pronunciamento representava uma reação de Lula aos radicais de seu partido fica sabendo agora que o que Lula pensa, e continua pensando, não tem nada a ver com o que fez nos primeiros anos de seu governo e que serviu de base para o seu sucesso, junto com os programas assistencialistas. 

A partir da saída de Antonio Palocci do governo e, sobretudo, da crise de 2008, Lula sentiu-se à vontade para governar como queria, e seus desmandos, se por um lado conseguiram eleger sua sucessora, deixaram para ela uma herança maldita que até hoje emperra seu governo. Como Dilma pensa pela mesma cartilha, no entanto, vai tratando de ampliar os erros, em vez de tentar saná-los. 

Essa divisão petista já havia ficado clara anteriormente, ainda no primeiro mandato de Lula, em diversos embates dentro do governo, entre os eleitoreiros, comandados por José Dirceu, e os reformistas, grupo que considerava inadequado o pragmatismo que o partido utilizava nas relações políticas e nas ações do governo. 

O então assessor especial da Presidência, e fundador do PT, Frei Betto, amigo de Lula, acabou deixando o governo devido a desentendimentos desse teor, culminando com discordâncias sobre a maneira de gerenciar o Bolsa Família, que se transformou em arma eleitoral para o governo e não um caminho de inclusão social. 

Também Francisco Whitaker, da Comissão de Justiça e Paz da CNBB e um dos organizadores do Fórum Social Mundial, desligou-se do Partido dos Trabalhadores, divulgando uma carta com sérias críticas à atuação do PT nos últimos anos. Há tempos constatava - com tristeza, evidentemente - a facilidade com que no partido iam sendo assimiladas as práticas e a maneira de fazer política usuais no Brasil. Essa tendência - apoiada no sentimento de impunidade que também é usual em nosso país - não podia senão se exacerbar com a conquista da Presidência da República, escreveu. 

Foi Patrus Ananias quem vislumbrou o potencial político do Bolsa Família e, assumindo o novo Ministério do Desenvolvimento Social, desmontou os comitês gestores, compostos por cidadãos, para dar o poder aos prefeitos. A partir daí, o pragmatismo político dominou todas as ações do governo, a ponto de levar Lula a fazer acordos e a subir em palanques de políticos estigmatizados por acusações diversas, como Paulo Maluf e o ex-presidente Fernando Collor. 

A evidência de que acordos como esses foram feitos até mesmo depois que Lula deixou a Presidência, como o apoio de Maluf a Haddad na prefeitura de São Paulo, coloca sob suspeição a afirmação de Lula de que, procurado, negou apoio ao falecido senador Antonio Carlos Magalhães para a presidência do Senado, afirmando que, perante sua consciência, não poderia apoiar Toninho Malvadeza. Certamente havia outros motivos para Lula não apoiar o Malvadeza, e esses nada tinham a ver com a ética na política. 

Tanto que, na entrevista, Lula insiste em que o mensalão foi apenas um tropeço. (Merval Pereira)

Nenhum comentário: