21 de mai de 2013

Afinal, são bolsas e cotas que sustentam ou o povo?

 photo _aaboatos_zpsef300a05.jpg
• Boato do Bolsa Família causando corrida às agência da Caixa Econômica, teve repúdio da Oposição no Senado e querem convocar a ministra por acusação sobre acusações, pois que aos reclamos de insinuação da ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos ao afirmar deve ser da central de notícias da oposição. PF abre inquérito para investigar boatos sobre o fim do Bolsa Família. Boato sobre fim do Bolsa Família faz agências da Caixa lotarem em 12 Estados neste domingo.


Bolsa Família e os boatos 
Este episódio ainda está muito nebuloso. É tudo muito estranho. Vale algumas perguntas: 
1. Como começou? Pela simples transmissão oral? Mas como atingiu vários estados? 
2. Como a CEF abasteceu os caixas eletrônicos? Tinha o dinheiro disponível? Mas o transporte do dinheiro não depende de um agendamento com as transportadoras? Elas foram avisadas na hora? Tinham veículos disponíveis? E os guardas estavam avisados? 
3. Adiantar o benefício? Como? E para dezenas de milhares de beneficiados? Qual o mecanismo de controle? 
4. A quem interessa tal boato? 
5. A declaração da ministra (?) Maria do Rosário não poderia ser parte de uma tentativa de emparedar a oposição? 
6. Não foi estranha a declaração da presidente associando os pessimistas e logo depois falou dos boatos criminosos
7. Não pode ser um prenúncio de como vai ser a campanha eleitoral do ano que vêm? 
8. Vale a pena recordar a frase do ex-seminarista Gilberto Carvalho: Em 2013 o bicho vai pegar. (Marco Villa) 

Para onde vai - Dados do Ministério da Fazenda revelam que o dinheiro não está sendo usado para aumentar, para valer, os investimentos públicos, o que, para a maioria, é a alternativa correta. O que cresce mais são apenas as transferências de renda às famílias, que garante popularidade – e votos, claro. Os investimentos do governo federal estão praticamente estagnados desde 2009 em torno de 1% do PIB. Em 2011, ficaram em 1% e no ano passado, de 1,1%. Ou seja: a queda do superávit primário não é resultado do aumento de investimentos em infraestrutura. 

Finesse - Gênio difícil de Dilma aterroriza seus auxiliares. Trabalhar com Dilma está cada vez mais difícil, e se tornou insuportável nos dias tensos da votação da MP dos Portos. Seu temperamento explosivo atinge primeiro auxiliares mais próximos, que, pela formação profissional ou por serem humildes, não reagem aos esculachos – como seguranças, diplomatas e ajudantes de ordem. Agora, também os médicos da Presidência estão à beira de um ataque de nervos.


• Num evento acadêmico realizado no Instituto de Educação Superior de Brasília, críticas do Presidente do STF, Joaquim Barbosa, geram reações entre parlamentares. Disse ele que partidos querem o poder pelo poder e que o Parlamento é ineficiente e falta pragmatismo político. Deputados e senadores, no entanto, saíram em defesa do Congresso e ante repercussão negativa, a Secretaria de Comunicação do STF respondeu dizendo que a fala foi um exercício intelectual do ministro. Para o Presidente da Câmara, Henrique Alves, Joaquim foi desrespeitoso com o Congresso. Renan Calheiros critica Joaquim Barbosa.



Combustão espontânea das massas?
 photo _aabolsace_zps8b4f497d.jpg
• Apesar de passar o dia em Pernambuco, ontem, a presidente Dilma manteve-se atenta, cobrando de diversos ministros, pelo telefone, providências para o imediato resultado das investigações sobre os responsáveis pela boataria que tomou conta do país no fim de semana, sobre a interrupção e até a extinção do bolsa-família. O ministro da Justiça ficou o tempo todo ligado com a presidente, dando conta do trabalho da Polícia Federal, abrangendo os doze estados onde foi maior a exasperação popular. Desde sábado à noite que Dilma passou a exigir a apuração da despropositada notícia. 
• O governo não admite a hipótese da combustão espontânea. Algum pérfido objetivo, de mais pérfidos personagens, deu início à difusão da mentira, que as redes sociais absorveram celeremente. 
• A pergunta que se fazia em Brasília, por exigência da presidente da República, era a quem interessou o crime? 
• Não se pode mais acusar os comunistas, como no passado. Eles já ganharam a estratosfera. Também fica difícil acusar os tucanos, mesmo tendo eles se reunido em convenção, na capital federal, quando contundentes pronunciamentos foram feitos contra o governo. Afinal, eles reivindicam a paternidade do bolsa-família e não se cansam de repetir que manterão o programa, quando chegarem ao poder. 
• Identificar a trama na imprensa sempre crítica à administração do PT também não dá. Nenhum jornalão ou rede de televisão abriu espaço para divulgar o boato, passando todos a registrar apenas seus efeitos em grande número de cidades, onde agencias bancárias foram invadidas. No caso, prevalece a máxima de que a imprensa aumenta, mas não inventa. 
• Teria sido aquela parcela do empresariado sempre de má vontade com o governo? Jamais nos fins de semana, onde seus expoentes espalham-se entre o mar e a montanha. Dos sindicatos não há que falar, muito menos da Igreja, empenhada em celebrar o Pentecostes. 
• Aliados descontentes com falta de favores e benesses? Não depois da votação da medida provisória dos Portos, aprovada às custas de montes de promessas do palácio do Planalto de que agora serão atendidos em seus pleitos. Os sabotadores do PT que ainda sonham com a substituição de Dilma pelo Lula, como candidato presidencial no ano que vem? Seria mais do que um tiro no pé, pois na cabeça, se chegassem a tanto. 
• Fica então o mistério, dentro de um enigma, envolto por uma charada: que forças desencadearam a crise, em dado momento levando o governo à exasperação? Vale repetir, as redes sociais podem ter servido de instrumento para inocular o medo e a indignação nas camadas beneficiadas pelo bolsa-família, mas não foram a sua causa. Na hipótese de malograrem as investigações da Polícia Federal, será suficiente alegar a combustão espontânea das massas? Melhor convocar Sherlock Holmes, monsieur Poirot e o comissário Maigret, porque esse bando de novos detetives surgidos de medíocres autores policiais não darão para a tarefa investigativa... (Carlos Chagas)


Não existem 6 mil médicos em Cuba - Falsos diplomas para Guerrilheiros 
• Existem apenas duas Universidades de medicina em Cuba: La Habana, forma 200 médicos por ano e Elam, Escuela Latino Americana de Medicina, forma 100 por ano. Portanto seriam 200 + 100= 300 por ano. 
• Para juntar 6 mil médicos, seriam necessários todos os médicos formados nos últimos 20 anos, que teriam de estar disponíveis para vir trabalhar no Brasil. 
• Vão imprimir 6 mil diplomas e mandar agentes da ditadura da família Castro para formar células revolucionárias no Brasil. 
• Em primeiro lugar, tenho que lhes pedir que não me considerem paranoico ou adepto de teorias conspirativas. Meu assunto hoje é gravíssimo e peço que o apreciem com profunda atenção. 
• Fato portador de futuro: O governo pretende contratar 6.000 médicos cubanos para trabalhar nas áreas carentes do Brasil. 
• Em primeiro lugar, chama a atenção o número. Cuba é um país muito pequeno. Nele é fácil ajustar a formação profissional com as necessidades da sociedade. É no mínimo estranho que haja tantos médicos sobrando, a ponto de nos serem oferecidos nessa quantidade. 
• Depois, é preciso levar em conta a qualidade da formação desses profissionais. Estou anexando reportagem de O Globo de 8/05/2013, que discute esse assunto. A qualidade daqueles profissionais está abaixo da crítica. 
• Em seguida, note-se que o destino dessas pessoas será os rincões mais atrasados do país, onde todos os serviços prestados pelo governo, que já são péssimos alhures, praticamente inexistem, em particular a segurança. 
• Se forem de fato médicos, depois de militarem por algum tempo naqueles lugares, é perfeitamente compreensível que queiram um upgrade, ou seja, oportunidades em locais melhores, e aí com certeza o regime bolivariano brasileiro lhes facultará esse direito, que equivalerá a equipará-los aos profissionais formados nas faculdades brasileiras. 
• Por todos esses motivos a vinda desses(as) senhores(as) deve ser abortada.  
• Mas agora vem o mais importante: Esse pessoal pode se constituir em uma ameaça gravíssima à Segurança Nacional. Em outras palavras: nada me convence que eles, pelo menos em sua grande maioria sejam realmente médicos, ainda que apresentem os mais diferentes diplomas cubanos
• Raciocinem comigo. Qual a melhor maneira de infiltrar guerrilheiros cubanos em nosso território sem combate, sem defesa, e em locais onde a ação do Estado brasileiro é deficiente, ou mesmo ausente? Qual a melhor maneira para doutrinar grupos como o MST, por exemplo, do que infiltrar instrutores de guerrilha em seu meio, disfarçados de médicos? Ainda que não seja provável que o governo bolivariano brasileiro um dia quisesse fazê-lo, como fiscalizar a atuação dessas pessoas e, mesmo que ela se torne francamente indesejável, como destruir uma rede de pelo menos 6.000 (eles se multiplicam) pontos estrategicamente distribuída pelas áreas carentes e/ou remotas do país e já solidamente implantada? Por amor ao Brasil eu os concito a agir da maneira que estiver ao alcance de cada um, para fazer abortar essa inciativa do grupo bolivariano que nos governa. Repassem o mais possível, enviem e-mails para os CRM´s e para o CFM, mobilizem os médicos que possam ter em seus círculos de amizade e principalmente na família. Não é necessário (ainda) pegar em armas. No momento nossa arma é a internet e o boca a boca.
• Ainda que meus temores sejam indevidos, não há vantagem nenhuma em aceitar essa horda em nosso país. Não há porque correr esse risco pois até mesmo os possíveis benefícios não são compensadores. Isso me parece ser o maior cavalo de Troia da idade moderna. 
• Estou anexando também um artigo que mostra a infiltração de guerrilheiros cubanos no Chile de Salvador Allende. Naquele tempo, a maior parte usou passaportes diplomáticos. Hoje, o governo do Brasil é exatamente o que era o governo Allende. E os cubanos usariam desta vez seus diplomas de péssima qualidade para se instalar. Acorda Brasil! (José Gobbo Ferreira, no AlertaTotal)  

 photo _aaumdito_zps2d26981b.jpg

Nenhum comentário: