11 de fev de 2013

O Poder e a Renuncia! Sigam o exemplo...

 photo _apapal_zps6fc856b9.jpg

A Mensagem
Soldados do amor em cristo, eu vos saúdo!
• A perseverança no trabalho inciado com vocês tem sido testada a cada dia, e, como tem acontecido com diversos outros grupos que iniciaram o mesmo trabalho, auxiliados pelas nossas equipes envolvidas no trabalho de auxilio a grande transição, muitos se deixaram levar pelo misticismo, pela necessidade de efeitos físicos, como datas exatas para os acontecimentos e o uso de amuletos para sua suposta salvação, esquecendo que nosso trabalho esta em cada um de vocês internamente, seguindo as orientações do mestre jesus, o comandante maior dessa operação de auxilio ao planeta.
• Entendemos e respeitamos o livre arbítrio de cada ser humano, mas o rendimento energético se dilui entre a reforma intima de cada um e os atos externos de demonstração de fé que para o criador, que tudo vê e tudo sabe, são desnecessários.
• Os acontecimentos continuarão, com não só fenômenos climáticos no planeta, mas também com o descontrole dos seres humanos mais fragilizados pela busca do poder pessoal ou material, que continuarão ceifando vidas de seus irmãos sem uma razão plausível.
• Mais uma vez lembramos que as energias negativas desses acontecimentos serão exploradas pela mídia manipulada pelas forcas negativas que vibram no planeta, e os meus irmãos devem manter-se em equilíbrio, procurando não se deixar envolver por essa tática das trevas.
• Preparem-se para um período de muitas tragédias, e façam de seu eu interno o abrigo inexpugnável para sua tranquilidade e equilíbrio, evitando seguir a tendência de desanimo e revolta a que muitos se rendem nessas situações.
• Orai e vigiai, mais uma vez repetimos, e lembre-se que a comunicação com o criador esta dentro de cada um de vocês, pela centelha divina que habita em cada um de nós.
• Que o amor universal que nos une nesse trabalho seja o nosso alimento para os Tempos que se aproximam.
• Do irmão intra-terreno, Jadi. (Recebida em fev/02/2013)

Cama D'água...
• Uma cama d'água em uma loja de móveis na Alemanha. O sinal diz para não chegar na cama, mas, tudo bem. A melhor maneira de motivar as pessoas a fazer algo que não devem é colocar uma placa dizendo Não ........!
• Observem as pessoas a experimentar a cama d'água.
• É em alemão, o que só ajuda a tornar mais engraçado o vídeo.

• Prestem atenção às duas últimas senhoras!


Contagia...

Manual define quem é o motorista bêbado
• Após mudança que endureceu lei seca, Conselho Nacional de Trânsito usa regra de 2006 para orientar testemunhos sobre embriaguez ao volante.
• Sonolência, olhos vermelhos, vômito, soluço, desordem nas vestes, odor de álcool no hálito. Uma atitude agressiva, arrogante, exaltada, irônica ou até dispersa. Dificuldade para andar, falar, saber onde está ou qual é a data do dia. Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), é a presença desses sinais que atesta a embriaguez do motorista sem exame de sangue e teste do bafômetro.
• O manual do Contran para classificar motoristas como bêbados - na verdade, um guia de duas páginas para orientar o testemunho da embriaguez ao volante, anexo à Resolução 206 do órgão - existe desde 2006, mas não era usado. Isso porque a antiga lei seca estabeleceu os níveis de álcool permitidos no corpo - índices que só podem ser estabelecidos com bafômetro ou exame de sangue.
• Com as mudanças na lei aprovadas no fim do ano, o testemunho da embriaguez voltou a ser aceito como prova e, para o Contran, a resolução antiga, nunca revogada, voltou a ter serventia. Agora, será usada por policiais para atestar a bebedeira em quem se recusa a fazer o exame. O uso de regras antigas, entretanto, é criticado pelo advogado Maurício Januzzi, presidente da Comissão de Direito do Trânsito da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP).
Se a lei é nova, seria preciso editar uma resolução nova, mesmo se tiver texto idêntico à anterior. Isso serviria, diz ele, para evitar questionamentos legais sobre a validade da regra. Indícios. A resolução não diz que o motorista deve ter todos esses sinais. Basta a presença de alguns deles. A nova lei permite que o condutor nessa situação seja filmado para que o testemunho seja complementado com outras provas. A ideia é que, caso o motorista tenha algum dos indicativos, mas não tenha bebido, a melhor saída é soprar o bafômetro - o resultado negativo impediria a acusação de embriaguez.
• O engenheiro Rafael Baltresca, que lidera um movimento para que haja tolerância zero de álcool no sangue de motoristas, diz acreditar que mesmo os vídeos e os testemunhos podem não ter serventia para a condenação de motoristas que matam em acidentes.
No júri, o motorista pode convencer que os sinais não eram de bebedeira e ser inocentado. A mãe e a irmã de Baltresca foram atropeladas e mortas por um motorista embriagado em setembro de 2011. (Bruno Ribeiro) 

A coragem
• Em uma cidadezinha do interior havia uma figueira carregada dentro do cemitério. Dois amigos decidiram entrar lá à noite (quando não havia vigilância) e pegar todos os figos. Eles pularam o muro, subiram a árvore com as sacolas penduradas no ombro e começaram a distribuir o prêmio.
• - Um pra mim, um pra você.
• - Um pra mim, um pra você.
• - Pô, você deixou esses dois caírem do lado de fora do muro!
• - Não faz mal, depois que a gente terminar aqui pega os outros.
• - Então tá bom, mais um pra mim, um pra você.
• Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de um pra mim e um pra você e saiu correndo para a delegacia. Chegando lá, virou para o policial: - Seu guarda, vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!
• - Ah, cala a boca bêbado.
• - Juro que é verdade, vem comigo.
• Os dois foram até o cemitério, chegaram perto do muro e começaram a escutar...
• - Um para mim, um para você..
• O guarda assustado: - É verdade! É o dia do apocalipse! Eles estão dividindo as almas dos mortos! O que será que vem depois?
• - Um para mim, um para você. Pronto, acabamos aqui. E agora?
• - Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro...
- Cooooorrrrreee...


O conhecimento era um bem privado associado ao verbo Saber. Agora, é um bem publico ligado ao verbo Fazer.

Nenhum comentário: