22 de jan de 2013

Quem é Quem neste país?

Frase do dia: Mantenha sempre lixo nas ruas e encostas para nosso Rio se tornar a Veneza Brasileira. 
 photo _aaconfessa_zps12f4e57b.jpg
• Lula veta até nome indicado por Meirelles para substituir Mantega e faz Dilma de refém com reeleição. Leia mais
• Lula mete o pé na porta de Dilma e anuncia golpe; chefão do PT exige o controle da base aliada e quer presidente como mera gerentona de novo. Ela vai aceitar o papel subalterno? (Reinaldo Azevedo)
• Moradias assistidas são opção pós-internação por crack é o método a ser adotado. Tratamento ambulatorial e moradias assistidas devem ser usadas por São Paulo como ferramentas para dar continuidade à recuperação de dependentes de crack após um período de internação segundo especialistas. Entretanto, Cracolândia não tem internações à força no primeiro dia de ação e o primeiro dia do plantão judiciário da cracolândia, centro de São Paulo, teve uma internação feita à força e uma voluntária - ambas sem participação do mutirão do governo. Quem procurou ajuda no novo serviço esbarrou no desencontro de informações sobre internação e ficou frustrado com a falta de apoio.
Acho intolerância demais. Ele não disse nada ofensivo e sim na amplitude do emprego e sem discriminar a mulher. Mas vamos lá. (Armando Andrade)
º Delegado Pedro Paulo Pontes Pinho no Twitter causou polêmica e foi exonerado no Rio após críticas à policiais mulheres afirmando tenho 14 mulheres no meu efetivo, mas apenas uma, uma apenas, reúne talento, coragem e disposição para encarar a atividade policial. Dada a repercussão e a punição, Delegado afirma não ter sido essa a intenção e se desculpa após criticar mulheres e criar polêmia na web.
• Planos de saúde: cobrança de adicional para parto só com alteração de contrato, diz ANS CFM liberou obstetras para cobrarem honorários por esse procedimento.
• Importação represada da Petrobras eleva déficit comercial a US$ 2,7 bi. Compras da estatal podem levar balança a pior resultado em 19 anos.
Chega! Juvenal Juvêncio mostra sua força a Marin e a Marco Polo. E faz a CBF parar de pagar R$ 130 mil mensais a Ricardo Teixeira. Foi uma pequena vingança de Juvenal pelo Itaquerão…
Aneel vê risco de apagão na Copa. A Agência Nacional de Energia Elétrica elaborou um relatório a respeito da situação do fornecimento de energia do país. O documento traz informações alarmantes a respeito do fornecimento de energia durante a Copa do Mundo de 2014. Das 12 cidades que receberão jogos, somente Fortaleza e Recife não correm riscos de sofrer apagões durante o Mundial. Já, Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, Manaus, Cuiabá, Natal e Curitiba podem ter problemas, já que o cronograma de obras do governo está atrasado.
• Marina Silva inicia criação de novo partido. Legenda e estratégias serão voltadas à disputa presidencial em 2014, bem como a sucessão nos estados. Encabeçada por ela, a sigla terá como integrantes líderes vindos do PV e PSOL, além de dissidentes insatisfeitos de outros partidos. A reunião que oficializará a criação da legenda acontecerá em Brasília, no próximo dia 16 de fevereiro. 

Um Estado despreparado e inércia do governo e de prefeituras
 photo _aarioeasaguas_zpsaef54dc2.jpg • Chuva alaga ruas do Rio e complica o trânsito em vários pontos da cidade. Várias ruas do Rio de Janeiro ficaram alagadas e interrompe serviços públicos após as fortes chuvas da madrugada, complicando também o trânsito em vários pontos da cidade. Para fugir do alagamento na rua do Catete, na zona sul, uma mulher chegou a ser carregada em um carrinho de compras. Nível de rios deixa Baixada em alerta máximo.


Discriminação religiosa
Ministra diz que evangélicos querem acabar com religiões africanas. A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, disse nesta segunda-feira que os ataques às religiões de matriz africana chegaram a um nível insuportável. O pior não é apenas o grande número, mas a gravidade dos casos que têm acontecido. São agressões físicas, ameaças de depredação de casas e comunidades. Nós consideramos que isso chegou em um ponto insuportável e que não se trata apenas de uma disputa religiosa, mas, evidentemente, uma disputa por valores civilizatórios, disse ao chegar ao ato lembrando o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo.
• Pastor Malafaia diz que processar a Forbes. Leia
• Este Brasil varejeiro. (Lucas Mendes). Leia

Madri, metrô, desmaio 22.01

• Nossa jornada ainda não está completa e Obama cita possibilidades ilimitadas dos EUA.
• Israel: Povo vai às urnas hoje e deve reeleger Netanyahu para o terceiro mandato. Pesquisa prevê direita mais forte. Segundo estimativas, radicais ganhariam espaço na coalizão governista, que deve ampliar sua maioria no Parlamento nas eleições desta terça-feira. Um terço dos partidos são religiosos. Partidos árabes têm candidatos judeus. Colonos ganham força e paz fica distante.
• Iraque vive nova onda de violência.
• Chávez voltará à Venezuela‘nos próximos dias, diz seu irmão.
• Farc retomam ataques após dois meses de cessar-fogo na Colômbia.
• EUA querem forrar país com internet ultrarrápida até 2015. Desafio é oferecer conexão com velocidade na casa do gigabit em seus 50 estados.

 photo _aabr888_zpsdc55611d.jpg Petrobrás terá de elevar investimentos em produção após exigências da ANP 
• Plano apresentado pela estatal para o campo de Roncador foi aprovado com ressalvas e exigência de investimentos de mais de R$ 1 bilhão.
A revisão que a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) começou a divulgar nesta semana sobre os planos de desenvolvimento dos maiores campos de petróleo da Petrobrás deve forçar a companhia a elevar a suas metas de produção. Segundo duas fontes ligadas à agência, é possível que a empresa tenha de elevar as projeções já em seu próximo plano de negócios, em meados do ano.
• A ANP aprovou, com ressalvas, o plano de desenvolvimento apresentado pela Petrobrás para o campo de Roncador, o primeiro de 11 megacampos que estão tendo as atividades revistas pelo regulador. As 11 concessões são as que mais pagam participação especial no País, responsáveis por 4/5 da produção nacional.
• A agência exigiu, por exemplo, que a Petrobrás invista em mais poços e plataformas, a custos de mais de R$ 1 bilhão, numa previsão conservadora. O resultado de Roncador foi publicado em ata de reunião de 7 de janeiro, mas a Petrobrás informou que ainda não recebeu comunicação oficial. Nos próximos meses, a ANP divulgará a revisão dos outros dez campos e, segundo as fontes, deve manter o rigor nas avaliações, levando a Petrobrás a aumentar investimento, maquinário, eficiência e produção nos campos mais antigos.
O objetivo da ANP é reverter o declínio, que chegou a 40% em campos antigos entre 2011 e 2012, enquanto a Petrobrás direcionou os olhos para o pré-sal.
• O pedido para que a Petrobrás revisse os planos de desenvolvimento foi feito pela ANP no ano passado. A Petrobrás apresentou projetos para recuperar os campos, mas o resultado da avaliação de Roncador divulgado nesta semana mostra que a ANP considera os esforços insuficientes e exigirá mais da companhia.
• Se não cumprir as determinações da agência, algumas imediatas, a Petrobrás será autuada. Ao cumprir, precisará aumentar suas metas de produção. Nesse caso, poderia ter de elevar a curva já na próxima revisão do plano de negócios, em meados deste ano. A ANP defende os interesses da nação. A Petrobrás está produzindo aquém do que poderia. A agência quer garantir que estão sendo aplicadas as melhores práticas da indústria, disse a fonte ligada à agência.
No caso de Marlim, a produção encolheu a menos de um terço: passou de 600 mil barris por dia, em 2002, para 192 mil barris por dia, em agosto passado. A Petrobrás só está conseguindo manter estável a produção pois a queda de campos antigos é compensada pela elevação de produção em novos campos do pré-sal.
• Parte dos equipamentos que a ANP está exigindo pode vir de áreas cujo período de exploração está chegando ao fim. No entanto, segundo uma fonte, o número de sondas liberadas não passaria de cinco e será insuficiente. Nesse caso, a se manter o mesmo rigor da ANP nos próximos campos, a Petrobrás terá de realocar ou contratar novas sondas e equipamentos.
• Entre as possibilidades da companhia está a realocação de unidades previstas para o pré-sal. No limite, a Petrobrás pode estudar a redução de participações em alguns campos, para viabilizar os investimentos.
• A ANP vai rever em dezembro se a Petrobrás cumpriu as exigências quanto a Roncador. Se não tiver justificativas para possíveis descumprimentos (por exemplo, não conseguir licença ambiental para perfuração), a empresa pode ser multada, explica a fonte ligada à agência. (Sabrina Valle, O Estado de S. Paulo) 
Comentários: Nosso deficit energético
1) • Os descaminhos que vem sendo percorridos pelos últimos governos, em relação à produção de energia, em nosso País, especialmente pelo governo PTista de plantão há DEZ anos, são realmente preocupantes!
• O Setor Elétrico está quase à beira dos apagões, por falta de investimentos, em todos esses anos e o milagroso Setor de Petróleo, cantado e decantado pelo irresponsável Lulla e por seus lugares-tenentes da Petrobrás, na administração passada, está claramente dando mostras de sua exaustão! Poços superdimensionados, descobertas do pré-sal tratadas como se fossem descobertas de um tesouro inesgotável debaixo da grama, necessidade de mostrar serviço e resultados à todo e qualquer custo, com metas de produção irresponsáveis que esgotam prematuramente os poços existentes, interferências descabidas desse cabide de emprego que é a ANP, tudo isso, está levando nosso País a uma preocupante situação de deficit enérgético. E, aos poucos, somando todos esses tropeções da incompetência e dos objetivos escusos de manutenção do Poder, vamos aos poucos caminhando para a entrega definitiva de nossas riquezas e de nossos potenciais, aos interesses dos donos do mundo que controlam tudo e todos!...
• Esse é o fruto das lamentáveis gestões de políticos e de sindicalistas que tomaram conta de nosso País, sob as vistas de Gestores maiores que posam de durões e de profissionais!
• Mas, também: o que esperar de um País que permite e acha normal a eleição para o mais alto posto legislativo, de criminosos como Sarney, Renan Calheiros e congêneres e que dá posse a criminosos já condenados pela Justiça?
• Este não é um País sério! (Márcio Dayrell Batitucci) 
2) • Que não seja por falta de aviso: a ANP vai quebrar a Petrobras, e quanto mais a ANP forçar gastos da Petrobras, mais caro teremos que pagar pela gasolina.
• Tecnicamente falando, o diagnóstico está errado, e como tudo do modelo neoliberal, sendo a ANP cria dele aponta os problemas na falta de investimento ou gastos da companhia, como se perfurar poços novos em campos bastante esgotados fosse criar petróleo. A diretoria da ANP deve estar desesperada e quer mostrar serviço e utilidade, às custas de quebrar a Petrobras, porque o problema apontado (declínio excessivo da produção dos campos) advem da políticas neoliberais impostas nos últimos anos, no Brasil por interesses diferentes de tucanos e petistas, mas interesse comum de quem os financia, no mundo por interesse destes últimos. (O relatório do Credit Suisse, de novembro de 2011, declara que o aumento do declínio ocorreu no mundo todo, na última década.)
• A exigência de mais gastos da Petrobras, que está com dificuldades mais que conhecidas, serve aos propósitos de entregá-la ao capital internacional dos banqueiros... aí sim, vocês vão ver a quantas vai o litro da gasolina e a redução de receitas de governos e municipios, para atender ao lucro dos internacionalistas. E o governo também deve estar desesperado porque a queda acentuada de produção de petróleo forçará aumento de custo e preço, e o custo de extração do óleo na Bacia de Campos foi muito mais barato que será a extração do Pre-Sal.
• A crise da produção de petróleo vai cair na conta corrente de todo mundo. Petróleo não é commodity, é energia não renovável. Este é o problema de ser cidadão em um país que não tem governo, tem postes. E elegem-se postes porque 

"Tem gente que saboreia 
Os filés da última baleia 
E dorme feliz de barriga cheia" 
Rede Urbana, Premeditando o Breque



Cartão eletrônico vai substituir carteira de trabalho
 photo _acarttrab_zpscbe4ed65.jpg Projeto deve ficar pronto até o final deste ano.
• O governo aplicará tecnologia à carteira de trabalho, substituindo a atual, de papel, por um cartão eletrônico. Espera-se que a novidade esteja pronta para ser colocada em prática em 1º de janeiro de 2014.
• O projeto está na Câmara de Gestão e o cartão recebeu o nome de Escrituração Fiscal Digital Social (EFD Social). De acordo com o Estadão, a presidente Dilma Rousseff quer ver o texto concluído ainda neste ano.
• O EFD Social permitirá que o trabalhador acompanhe se a empresa está fazendo seus depósitos de contribuição previdenciária e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) normalmente, assim como o recolhimento do Imposto de Renda. Informações sobre locais e períodos em que esteve empregado ficarão disponíveis online para consulta pessoal. Tudo isso, disse ao jornal o ministro do Trabalho, Brizola Neto, deve ajudar a coibir fraudes.
• A ideia só poderá seguir adiante se for criada uma base única com dados de Ministério do Trabalho, Receita Federal, INSS e Caixa. As informações que as empresas precisavam repassar a essas entidades separadamente serão unificadas em apenas uma declaração.
• Também se pretende diminuir o uso de papel, a exemplo da folha de pagamentos, que hoje precisa ser impressa mensalmente e guardada por cinco anos pela empresa, e do livro de registro de empregados.

 photo _adajanela_zps1db610fa.jpg 

Cruzando o Amazonas...
• Que obra espetacular!
• Amigos brasileiros, precisamos saber o que está acontecendo no nosso país!  
• Realmente, eu não sabia desse projeto e pode ser que alguns engenheiros, meus antigos colegas da Light, talvez também não tenham tomado conhecimento desse fato.
• A Empresa Isolux Córsan é uma empresa espanhola e é uma referência no mercado de transporte de energia de alta tensão, mas, neste filme, vemos que a grande maioria dos que estão trabalhando nesta construção, é de brasileiros.
• Temos que nos orgulhar pelo fato de termos profissionais capazes, como esses! Já pensaram na grande complexidade dessa obra?
• Existem trechos na Floresta Amazônica impenetráveis, de tão fechados que são!
• Uma obra que impressiona, pois creio que muitos de nós nem sabíamos desse projeto.
• Vídeo bonito e interessante sobre a construção de uma linha de transmissão de energia elétrica sobre a floresta amazônica, com mais de 1.100 km. (Aida Cupello)



Nenhum comentário: