1 de dez de 2012

Há um alguém, na multidão, cego, surdo e mudo...

PhotobucketRomário
Chega de sacanagem no mundo da bola. O ex-craque da seleção brasileira, agora deputado, começará na próxima semana a coletar assinaturas para instalar uma CPI para investigar a CBF e o futebol.

Marco Maia: Câmara vai analisar decisão do mensalão. Presidente da Câmara, Marco Maia, informou que, se a mais alta corte do país decidir pela cassação dos mandatos dos condenados, deputados vão tomar uma posição.

Reforma política ganha chance de, enfim, ser votada. Deputados articulam a possibilidade de analisar quatro temas, entre eles, o financiamento público de campanha e o fim das coligações proporcionais. 

Vídeo da próxima campanha eleitoral do PT, considerando o nível intelectual daqueles que sempre votaram em candidatos do partido como nunca antes na história desse país.


Policia Federal tem 122 gravações....
PhotobucketO escândalo transforma em roubo de galinha o Mensalão agora julgado no STF.
• Gravações que revelam como Rose discutia negócios com Tio Lula e Dirceu.
• É uma verdadeira quadrilha. Alguém tem dúvida ainda? Leia aqui.





Bomba, bomba, bomba, no colo do Lula!
Photobucket • A dona Rose, que acompanhava o Lula nas viagens oficiais era portadora de passaporte diplomático (Dilma cassou), como também era portadora de mala diplomática livre de isenção em qualquer alfândega do mundo.

• Mas, como tudo na vida tem um mas, quando esta mala leva grana, o portador é obrigado a declarar no porto de destino, quanto dinheiro leva nesta mala diplomática. (lembra da bispa que levava 10 mil dólares dentro de uma Bíblia nos USA.....foi presa por omitir)

• Na viagem que o Lula fez a Portugal, a dona Rose declarou que havia na mala diplomática, 25 milhões de euros e requisitou um carro forte para transportar a grana.

• A requisição do caro forte está na declaração de desembarque da passageira e a quantia em dinheiro transportada em Portugal na aduana do porto que exige um declaração de bagagem de acordo com as leis internacionais e esta declaração está nos arquivos da alfândega do porto.

• A grana tinha como destino o Banco Espírito Santo, na agência central da cidade do porto

 • Mas, a empresa que presta serviços de carro forte também exige o pagamento, por parte do depositário, de um seguro de valores, devidamente identificado o beneficiário e o responsável pelo transporte do dinheiro, no caso a Rosemary e o beneficiário, no caso de sinistros, é o Luiz Inácio Lula da Silva.

• Esses documentos gerados estão arquivados na aduana do aeroporto internacional Francisco de Sá Carneiro - o porto - cidade do Porto).

• Como esses documentos não são bancários, logo não sujeitos a sigilo bancário, a apólice de seguro para o transporte até Banco Espírito Santo, é pública, facilmente rastreada e consultada por qualquer cidadão português, pelos órgãos de imprensa de Portugal, a pedido do Ministério de Portugal, desde que seja acionado por algum cidadão. E esses procedimentos podem ser consultados para rastrear dinheiro de drogas. O depósito está protegido pelo sigilo bancário, porém ao contratar os serviços de segurança abriu a brecha... (ponham-se barbas de molho na rede antes da Revista Veja...(como viu!).

Photobucket
• Curioso. Líderes do PT dizem não ser adequado ligar Lula a Rosemary Nóvoa de Noronha, indiciada na semana passada pela Polícia Federal por crime de corrupção ativa, e ameaçada de ser presa a qualquer momento.

• Foi Lula que escolheu a moça para ser sua secretária depois de ela ter secretariado durante 12 anos o ex-ministro José Dirceu. Rosemary era reconhecidamente uma moça prendada.

• Foi Lula que mais tarde nomeou a moça para a chefia do gabinete da presidência da República, em São Paulo. Ali quem desejava vê-lo tinha de passar antes pelo crivo de Rosemary, a dona da maçaneta da porta presidencial.

• Foi Lula, apesar de dispor de gente habilitada para isso em Brasília, quem incumbiu Rosemary de acompanhá-lo em viagens a 24 países entre 2008 e 2009 - em média uma por mês.

• Foi Lula que forçou o Senado a desrespeitar o seu próprio regimento interno para que Paulo Vieira, indicado por Rosemary, ganhasse uma das diretorias da Agência Nacional de Águas (ANA).

• Foi Lula, mais uma vez acionado por Rosemary, que também empregou Rubens, irmão de Paulo, como diretor da Agência Nacional de Avião Civil.

• Paulo está preso desde a semana passada, apontado pela Polícia Federal como chefe de uma quadrilha que fraudava pareceres técnicos de agências reguladoras e de órgãos federais.

• Rubens também está preso por fazer parte da quadrilha, assim como outro irmão dele, o empresário Marcelo Rodrigues.

• Foi Lula que interferiu junto a Dilma para que Rosemary permanecesse como chefe do gabinete da presidência, em São Paulo.

• A Polícia Federal gravou 122 telefonemas trocados entre Lula e Rosemary de março do ano passado a outubro deste ano. Uma média de cinco ligações por dia. Fora e-mails passados por Rosemary com referências a Lula.

• Sabe como Rosemary chamava Lula? De presidente? Não. José Dirceu chamava Lula de presidente. Antonio Palocci chamava Lula de presidente. Gilberto Carvalho, idem. Rosemary chamava Lula de Luiz Inácio. E ainda chama.

• Quem reclamava da sua falta de cerimônia no tratamento conferido ao presidente da República, ouvia dela muitas vezes: Tenho intimidade com ele. Trato como quero. E daí?.

• Não exagerava. Com frequência, sempre que viajava ao exterior acompanhando Lula, Rosemary se hospedava em apartamento próximo ao dele. Assim poderia atendê-lo com a presteza necessária.

• Como, portanto, não seria adequado ligar Lula a Rosemary? Não separe o que o destino uniu!

• Lula deu uma de fraco, de cínico e de dissimulado ao comentar a propósito da enrascada em que Rosemary se meteu: Eu me sinto apunhalado pelas costasQue falta de originalidade!

• Quando estourou o escândalo do mensalão e Lula falou em cadeia nacional de rádio e de televisão para pedir desculpas aos brasileiros, ele disse que fora traído. E acrescentou: - Fui apunhalado pelas costas.

• Sob a ótica religiosa, Lula é o São Sebastião da política nacional, flechado por todos os lados. Sob a ótica pagã, é o Tufão, personagem da novela Avenida Brasil, enganado pelas mulheres.

• Rosemary leva vida modesta. Empregou o marido e uma filha no governo, mas não tem dinheiro para fazer face a uma eventual emergência médica, por exemplo.

• Na condição de interlocutora privilegiada de Lula, recebia mimos aqui e acolá. Eram retribuições de favores que ela fazia. Nada de grande valor. E, no entanto, em pedindo tudo lhe seria dado. Quem duvida?

• Ela pediu para Paulo Vieira o emprego na ANA. Mas quem pediu a Rosemary para que pedisse a Lula o emprego almejado por Paulo?

• Carlos Minc, na época ministro do Meio Ambiente, sugerira a Lula o nome de uma técnica para a vaga que acabaria ocupada por Paulo. Lula desprezou a sugestão de Minc. Que no último fim de semana fez uma espantosa confissão: - Naquela época, o nome desse cara (Paulo Vieira) já não cheirava bem.

• Por que Minc não procurou Lula naquela época para adverti-lo de que o nome de Paulo cheirava mal? Por que Minc não conta agora o que sabia a respeito dele?

• Por que Lula não explica seu esforço para emplacar Paulo na ANA?

• Ao chegar no Senado o nome de Paulo, líderes do PMDB procuraram líderes do DEM e do PSDB e propuseram: - Vamos derrubar a indicação? Eu topei porque meu negócio como líder do DEM era derrotar o governo sempre que pudesse, relembra José Agripino Maia (RN), hoje presidente do partido. Pelo mesmo motivo, topou o líder do PSDB, Arthur Virgílio.

• Na votação em plenário deu empate. No mesmo dia, ao se repetir a votação, a indicação foi derrotada pela diferença de um voto. Não poderia haver uma terceira votação, segundo a Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

• Dali a quatro meses houve, sim, por insistência de Lula. O DEM e o PSDB foram pegos de surpresa. O PMDB havia sido apaziguado por ação direta dos senadores José Sarney (AP) e Renan Calheiros (AL).

• A sombra de José Dirceu pesa sobre a história investigada pela Polícia Federal desde o ano passado, revela a procuradora federal Suzana Fairbanks.

• Em 2003, primeiro ano do primeiro governo Lula, Paulo Vieira filiou-se ao PT. No ano seguinte, teve 55 votos e não se elegeu vereador em Gavião Peixoto, cidade de menos de cinco mil habitantes a 310 quilômetros da capital paulista. Paulo tirou a sorte grande em 2005: foi nomeado pelo então ministro chefe da Casa Civil José Dirceu para o cargo de assessor especial de controle interno do Ministério da Educação.

• Rosemary sempre recorria a Dirceu para atender interesses da quadrilha comandada por Paulo, assegura a procuradora Fairbanks. Costumava citá-lo como JD.

• Paulo usou o nome de Dirceu para tentar obter a ajuda de Cyonil da Cunha Borges, auditor do Tribunal da Contas da União e, ao fim e ao cabo, delator do esquema desmontado pela Polícia Federal.

• Cyonil chegou a receber R$ 100 mil dos R$ 300 mil que Paulo lhe prometera em troca de um parecer favorável à Tecondi, empresa que opera no Porto de Santos. Dirceu prestava consultoria à empresa, de acordo com Paulo.

• Como os R$ 200 mil restantes não lhe foram pagos, Cyonil bateu às portas da Polícia Federal, devolveu os R$ 100 que embolsara e entregou todo mundo.

• Dirceu nega tudo.
• Lula nada diz.
• Rosemary jura inocência e ameaça falar caso seja presa.
• Sai de cena o Escândalo do Mensalão.
• Entra o Rosegate. 
Alguma sugestão melhor de nome? (Ricardo Noblat) 

Uma dúvida? 
Alguém preso, comandará da cadeia com o mesmo poderio do PCC? Photobucket 

Os 5 Principais Arrependimentos de Pacientes Terminais.
• Bronnie Ware trabalha com pacientes perto do fim da sua vida – pacientes terminais. Neste post, ela escreve sobre os principais arrependimentos que vieram à tona aos seus pacientes em seu leito de morte.
• Os cincos principais seguem abaixo:
1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida verdadeira para mim, e não a vida que os outros esperavam de mim. 
- Este foi o arrependimento mais comum. Quando as pessoas percebem que sua vida está quase no fim e olham para trás, é fácil ver como muitos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não tinham honrado a metade dos seus sonhos e morreram sabendo que era devido às escolhas que fizeram, ou deixaram de fazer. É muito importante tentar realizar pelo menos alguns de seus sonhos ao longo do caminho. A partir do momento que você perde a sua saúde, é tarde demais. Saúde traz uma liberdade que poucos percebem, até que já a não têm mais.
2. Eu gostaria de não ter trabalhado tanto.
- Isto veio de todos os pacientes do sexo masculino que eu acompanhei. Eles perderam o crescimento de seus filhos e o companheirismo do parceiro.
- As mulheres também citaram este arrependimento, mas como a maioria era de uma geração menos recente, muitos dos pacientes do sexo feminino não tinham sido chefes de família.
- Todos os homens que eu acompanhei se arrependeram profundamente de passar tanto tempo da sua vida com foco excessivo no trabalho.
- Ao simplificar o seu estilo de vida e fazer escolhas conscientes ao longo do caminho, é possível não ter que precisar de um salário tão alto quanto você acha.
- E criando mais espaço em sua vida, você se torna mais feliz e mais aberto a novas oportunidades, mais adequado ao seu novo estilo de vida.
3. Eu gostaria de ter tido a coragem de expressar meus sentimentos.
- Muitas pessoas resguardaram seus sentimentos para manter a paz com os outros.
- Como resultado, tiveram uma existência medíocre e nunca se tornaram quem eram realmente capazes de ser. Muitas desenvolveram doenças relacionadas à amargura e ao ressentimento que carregavam, como resultado. Nós não podemos controlar as reações dos outros. No entanto, embora as pessoas possam reagir quando você muda a maneira de falar com honestidade, no final a relação fica mais elevada e saudável. Se não ficar, é um relacionamento que não vale a pena guardar sentimentos ruins. Você ganha de qualquer maneira. 
4. Eu gostaria de ter mantido contato com meus amigos.
- Muitas vezes os pacientes terminais não percebiam os benefícios de ter por perto antigos e verdadeiros amigos até a semana da sua morte, e nem sempre foi possível encontrá-los.
- Muitos haviam se tornado tão centrados em suas próprias vidas que tinham deixado amizades de ouro se diluírem ao longo dos anos. Havia muitos arrependimentos por não dar atenção a estas amizades da forma como mereciam. Todos sentem falta de seus amigos quando estão morrendo. É comum que qualquer um, em um estilo de vida agitado, deixe escapar amizades. Mas quando você se depara com a morte se aproximando, os detalhes caem por terra. Não é dinheiro, não é status, não é posse. Ao final, tudo se resume ao amor e relacionamentos. Isso é tudo o que resta nos dias finais: amor.
5. Eu gostaria de ter me deixado ser mais feliz.
- Muitos não perceberam, até ao final da sua vida, que a felicidade é uma escolha.
- Eles haviam ficado presos em velhos padrões e hábitos. O chamado conforto. O medo da mudança os faziam se fingir aos outros e a si mesmos, enquanto lá no fundo ansiavam rir e ter coisas alegres e boas na vida novamente.
• Vida é escolha. A vida é sua. Escolha com consciência, com sabedoria, com honestidade. Escolha ser feliz.


Residentes na Cidade do Rio de Janeiro, tomem conhecimento.
Praça XV nos fundos do Fórum. 
• Obtive esta informação e acho importante  compartilhá-la com todos..
• Ela me foi passada por um corretor de seguros/planos de saúde.
• Vocês sabiam que no Fórum do Rio de Janeiro existe um Plantão Judiciário, 24 horas (inclusive finais de semana e feriados) somente para resolver problemas relativos a atendimento de Planos de Saúde?
• Pois é, existe. Exemplo: você está precisando de uma cirurgia de emergência com colocação de prótese, e seu plano de saúde não quer liberar a cirurgia: pode recorrer a esse Plantão Judiciário.
• Eles darão todas as orientações de como proceder, e se for necessário, eles mesmos farão contato com o hospital e o plano de saúde para solucionar o problema..
• Anotem o telefone, e coloquem na memória do celular: (21)3133-4144.
• Podemos precisar a qualquer momento, ou alguém de nossa família. 
"Grande parte da vitalidade de uma amizade reside no respeito pelas diferenças, e não apenas em desfrutar das semelhanças". (James Fredericks)

Nenhum comentário: