9 de dez de 2012

Apesar dos pesares, a vida continua...

Photobucket
• Quem vencerá o duelo segurança: autoridades lídimas ou presidiários. Para tanto, jornais e congêneres insistem, como bons e atentos promotores da sociedade, de que o sistema penitenciário é mais do que vulnerável, onde o Facebook é livre dentro dos presídios no Brasil e condenados mandam recados pela internet ou tecem malhas externas de crimes.
• PF conclui relatório da Operação Porto Seguro e indicia 23. Entre eles está a ex-chefe de gabinete da Presidência, por formação de quadrilha.
• Diretório nacional do PT recusa proposta de não reconhecer resultado do mensalão. Partido ratifica que vai ajudar condenados a pagar multa estabelecida pelo Supremo e descarta expulsar condenados e quer vaquinha para pagar multa.
• Pressionado por protestos, presidente do Egito anula decreto para superpoderes. Oposição protestava desde 22 de novembro após Morsi conceder a si mesmo amplos poderes; referendo constitucional foi mantido para o dia 15 de dezembro.
• Premiê italiano afirma que vai renunciar e Berlusconi anuncia que vai se candidatar.
• Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 27 milhões na quarta-feira.
• Eike recupera o título de mais rico do Brasil após ganhar US$ 400 mi em 7 dias.
• Em Goiás, Cachoeira é transferido para novo presídio. Num sei não, mas algo me diz que ele virará queima de arquivo.
• Esses, nem estão aí para o futuro do mundo. Conferência do clima termina com mudança histórica, mas sem compromissos por cortes. A Conferência não teve avanços concretos em compromissos de cortes de emissões de gases. A conferência da ONU sobre o clima em Doha, no Catar, chegou ao seu final neste sábado com uma mudança histórica em princípio, mas poucos avanços genuínos em cortes de emissões de gases do efeito estufa.COP 18 termina com acordo às pressas no Catar e estende Protocolo de Kyoto até 2020.
 
Royalties do Petróleo
Photobucket
º Uma aula de História e Geografia.
º Resposta de um mineiro ao pedido de cariocas no Veta Dilma
• Minas Gerais carregou o Brasil e a Europa nas costas durante 150 anos, nos ciclos do ouro e diamante! Ficaram para os mineiros os buracos e a degradação ambiental!
• Depois veio o ciclo do minério de ferro, até hoje principal item da pauta de exportações brasileiras, que rendeu ao Rio de Janeiro uma das maiores indústrias siderúrgicas do Brasil, a CSN, e a sede da Vale.
• Curioso é que o Rio de Janeiro não produz um único grama de minério de ferro, mas recebeu a siderúrgica rendendo impostos e gerando empregos e a sede da mineradora recebendo royalties de exploração de minério.
• Mais uma vez Minas Gerais carregando o Brasil nas costas e, de vinte anos para cá, ajudada pelo Pará em razão das reservas de minério de ferro descobertas nesse Estado.
• Outra vez ficam para os mineiros e paraenses os buracos e a devastação ambiental. Isso sem falar da água; quem estudou geografia sabe que Minas Gerais é a caixa d'água do Brasil, aqui nascem praticamente todos os rios responsáveis pela geração de energia hidráulica e, embora a usina de Furnas seja em MG, a sede é no Rio.
• Me causa estranheza essa posição de alguns cariocas/fluminenses, pois toda riqueza do subsolo, inclusive marítimo, pertence a União. Ao contrário do ouro, do diamante e do minério de ferro que estão sob o território mineiro, as jazidas do pré-sal estão a 400 quilômetros do litoral do Rio do Janeiro e nenhum Estado Brasileiro, inclusive o RJ, tem recursos aplicados na pesquisa, exploração e refino de petróleo, pois todo dinheiro é da União que é a principal acionista da Petrobras.
• Acho piada de mal gosto quando esses políticos fluminenses falam em Estados produtores de petróleo sabendo dessas características da exploração do petróleo e dos eternos benefícios que o RJ recebe, tais como jogos panamericanos, olimpíadas, etc.
• Acho um absurdo ver crianças de outras regiões mais pobres do Brasil estudando em salas de aula sem luz, sentadas duas ou três numa mesma cadeira, quando há cadeira, enquanto que a prefeitura de Macaé/RJ gasta, torra, esbanja, joga fora dinheiro pintando de cores berrantes passeios públicos!
• Proponho que todos brasileiros dos outros Estados façam o protesto Vota Dilma e mandem e-mails para seus deputados e senadores para acompanhar de perto essa questão do pré-sal.
• É como disse certa vez um compositor, cujo nome me esqueci, o Rio de Janeiro é um Estado de frente para o mar e de costas para o Brasil.
• Sérgio Cabral, vá te catar! Vota Dilma.
(Meireles Jr Meireles, Brasileiro, Mineiro acima de tudo)
 
Ainda bem que se pode utilizar a internet!

 
Photobucket
 
Curso rápido de Economia
• Entenda o que é Capital de Giro:
• Um viajante chega numa cidade por volta das 08:00h, entra num pequeno hotel e pergunta ao dono do estabelecimento quanto custa a hospedagem por 4 dias.
• Este responde que custa R$ 200,00, e que o pagamento tem que ser adiantado.
• O viajante retruca: - E se eu não gostar das instalações, do serviço, etc.? - O hoteleiro responde: - O senhor fica um dia apenas no hotel e, amanhã, na entrega das chaves, o sr. recebe R$ 150,00.
• O viajante concorda, entrega 4 notas de R$ 50,00 ao hoteleiro, recebe a chave do quarto e se acomoda no hotel.
• O dono do hotel, assim que o viajante vai para o seu quarto, sai correndo com as 4 notas de R$ 50,00, vai até o açougue e paga a sua dívida de R$ 200,00 que tem com o açougueiro.
• O açougueiro pega as 4 notas de 50,00 que recebeu do hoteleiro, vai ao criador de suínos a quem, coincidentemente, também deve R$200,00 e quita a dívida.
• O criador, por sua vez, pega também as 4 notas e corre ao veterinário para liquidar uma dívida de... R$200,00.
• O veterinário, com a duas notas em mãos, vai ao bordel da cidade e quita a sua dívida com uma prostituta. Coincidentemente, a dívida era de R$200,00.
• A prostituta sai com o dinheiro em direção ao hotel, lugar onde, às vezes, levava seus clientes e que ultimamente não havia pago pelas acomodações. Valor total da dívida: R $200,00. Ela avisa ao gerente que está pagando a conta e coloca as notas em cima do balcão as 4 notas de 50,00.
• No dia seguinte, o viajante retorna dos quartos, diz que não ficou satisfeito com o hotel.
• O hoteleiro, das 4 notas que recebeu da prostituta, pega 3 notas de 50,00, entrega estas ao viajante, põe na gaveta do caixa a nota de 50,00 que restou e quase beija os pés do viajante, porque graças a ele, o hoteleiro não deve nada mais ao açougueiro e ainda ganhou 50,00. Exceto o açougueiro, que ganhou 50,00 nesse circuito financeiro, os demais não ganharam ou perderam nada, mas ninguém do circuito deve mais nada a ninguém. E olhe que a soma das dívidas que todos tinham com todos estava em R$ 1.200,00, mas bastou entrar e girar R$ 200,00 no circuito, e todas as dívidas foram pagas.
• Moral da história: Não queira entender Economia!
 
Mulheres mulçumanas poderão dirigir Photobucket
 
Aposentadoria...?
• Garantir o direito adquirido como o 14 e outros nem pensar..., mas fazer sacanagem com dinheiro publico aí nem que a gente imagine a criatividade dos nossos governantes é ilimitada...
• Veja e se quiser pode aplaudir!

 
"Minha idéia de paraíso é uma enorme batata assada e alguém com quem compartilhá-la" (Oprha Winfrey)

Um comentário:

Anônimo disse...

Sérgio Cabral está corretíssimo em defender seu estado dessa covardia.