6 de out de 2012

Amanhã, não se esqueça!

PhotobucketPhotobucket
Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 22 milhões.
• No fim da campanha, oposição aposta em mensalão para desidratar PT. Desdobramentos do julgamento contaminaram o discurso de candidatos da oposição em eleições municipais.
• Até que ponto a religião influencia o voto do brasileiro? Apesar de assunto ser recorrente no debate político, analistas divergem sobre peso das igrejas nas escolhas dos eleitores.
• Estudo no exterior reserva armadilhas para universitários brasileiros. Alunos que tiveram dificuldades fazendo curso fora do país contam à BBC Brasil como resolveram seus problemas.
• Palanque: BH é líder em assassinatos de moradores de rua. Capital mineira vê aumento de população em situação de rua e medidas polêmicas como as
pedras antimendigos.
 • Mais de 500 universitários brasileiros desembarcam na Grã-Bretanha. Alunos fazem parte do primeiro grande grupo do Ciência sem Fronteiras a chegar ao país.
.
• Colômbia: líder das Farc ironiza retirada de tumor de presidente.
• Unasul estreia como observador eleitoral na Venezuela. Missão vai acompanhar eleição disputada por Hugo Chávez e Henrique Capriles. Políticas sociais de Hugo Chávez atraem a simpatia do povo; Henrique Capriles tem mais apelo para empresários. 
• Fogo de morteiro disparado na Síria volta a atingir sul da Turquia. Força militar turca retaliou; este é o quarto dia consecutivo de agressões interfronteiriças. 
• Tunísia pede união contra morte de imigrantes no Mar Mediterrâneo.
• Ex-mordomo de Bento XVI é condenado a prisão por roubo de documentos. Paolo Gabriele admitiu o crime por amor à Igreja e ao papa e deve passar 18 meses preso.
• Julgamento de clérigo radical islâmico deportado vai começar nos EUA, Abu Hamza e outros quatro suspeitos de terrorismo foram embarcados para os EUA. 
• ONU condena ataques na Síria. Atentados ocorridos na quarta-feira são reivindicados por extremistas.
• ONU diz que população do Irã está sofrendo com sanções. Ban Ki-moon mostra elevação da inflação e do desemprego, além de escassez de remédios.
• México desloca 1.500 militares para o norte do país. Ação ocorre após assassinato de filho de ex-governador.
• Turquia e Síria voltam a se enfrentar na fronteira. Exército turco reagiu após disparos de morteiro da Síria atingirem zona rural turca.
• Grã-Bretanha deporta aos EUA clérigo islâmico acusado de terrorismo. Abu Hamza al-Masri e outros quatro suspeitos deixaram prisão em comboio da polícia.
• Blogueira e dissidente Yoaní Sanchez é presa em Cuba. Celular da opositora parece ter sido cortado.
• Milhares protestam por reforma política na Jordânia. Manifestação ocorreu após rei Abdullah II dissolver o Parlamento.

Nenhum comentário: