21 de ago de 2012

Acorda Povo!

Photobucket Para refletir e fazer quando aínda possivel
• Um dos mais bonitos textos sobre educação familiar que já li. Leitura obrigatória para nós pais e, principalmente, para os filhos.
• Leitura obrigatória para pais, avós e bisavós. Depois é tarde!
• Um jovem de nível acadêmico excelente, candidatou-se à posição de gerente de uma grande empresa.
• Passou a primeira entrevista e o diretor fez a última, tomando a última decisão.
• O diretor descobriu, através do currículo, que as suas realizações acadêmicas eram excelentes em todo o percurso, desde o secundário até à pesquisa da pós-graduação e não havia um ano em que não tivesse pontuado com nota máxima.
• O diretor perguntou: - Tiveste alguma bolsa na escola?
• O jovem respondeu: - Nenhuma.
• O diretor perguntou: - Foi seu pai quem pagou as suas mensalidades?
• O jovem respondeu: - O meu pai faleceu quando eu tinha apenas um ano, foi a minha mãe quem pagou as minhas mensalidades.
• O diretor perguntou: - Onde trabalha a sua mãe? - e o jovem respondeu: - A minha mãe lava roupa.
• O diretor pediu que o jovem lhe mostrasse as suas mãos. O jovem mostrou um par de mãos macias e perfeitas.
• O diretor perguntou: - Alguma vez ajudou sua mãe lavar as roupas? - o jovem respondeu: - Nunca, a minha mãe sempre quis que eu estudasse e lesse mais livros. Além disso, a minha mãe lava a roupa mais depressa do que eu.
• O diretor disse, Eu tenho um pedido. Hoje, quando voltar, vá e limpe as mãos da sua mãe e depois venha ver-me amanhã de manhã.
• O jovem sentiu que a hipótese de obter o emprego era alta. Quando chegou em casa, pediu, feliz, à mãe que o deixasse limpar as suas mãos. A mãe achou estranho, estava feliz, mas com um misto de sentimentos e mostrou as suas mãos ao filho.
• O jovem limpou lentamente as mãos da mãe. Uma lágrima escorreu-lhe enquanto o fazia. Era a primeira vez que reparava que as mãos da mãe estavam muito enrugadas e havia demasiadas contusões nas suas mãos. Algumas eram tão dolorosas que a mãe se queixava quando limpava com água.
• Esta era a primeira vez que o jovem percebia que este par de mãos que lavavam roupa todo o dia tinham-lhe pago as mensalidades. As contusões nas mãos da mãe eram o preço a pagar pela sua graduação, excelência acadêmica e o seu futuro.
• Após acabar de limpar as mãos da mãe, o jovem silenciosamente lavou as restantes roupas pela sua mãe.
• Nessa noite, mãe e filho falaram por um longo tempo.
• Na manhã seguinte, o jovem foi ao gabinete do diretor.
• O diretor percebeu as lágrimas nos olhos do jovem e perguntou: - Diz-me, o que fez e que aprendeu ontem em sua casa?
• O jovem respondeu: - Eu limpei as mãos da minha mãe e ainda acabei de lavar as roupas que sobraram.
• O diretor pediu: - Por favor, diz-me o que sentiu.
• O jovem disse: - Primeiro, agora sei o que é dar valor. Sem a minha mãe, não haveria um eu com sucesso hoje. Segundo, ao trabalhar e ajudar a minha mãe, só agora percebi a dificuldade e dureza que é ter algo pronto. Em terceiro, agora aprecio a importância e valor de uma relação familiar.
• O diretor disse: - Isto é o que eu procuro para um gerente. Eu quero recrutar alguém que saiba apreciar a ajuda dos outros, uma pessoa que conheça o sofrimento dos outros para terem as coisas feitas e uma pessoa que não coloque o dinheiro como o seu único objetivo na vida. Está contratado.
• Mais tarde, este jovem trabalhou arduamente e recebeu o respeito dos seus subordinados. Todos os empregados trabalhavam diligentemente e como equipe. O desempenho da empresa melhorou tremendamente.
• Uma criança que foi protegida e teve habitualmente tudo o que quis se desenvolverá mentalmente e sempre se colocará em primeiro. Ignorará os esforços dos seus pais e quando começar a trabalhar, assumirá que todas as pessoas o devem ouvir e quando se tornar gerente, nunca saberá o sofrimento dos seus empregados e sempre culpará os outros. Para este tipo de pessoas, que podem ser boas academicamente, podem ser bem sucedidas por um tempo, mas eventualmente não sentirão a sensação de objetivo atingido. Irão resmungar, estar cheios de ódio e lutar por mais.
• Se somos esse tipo de pais, estamos realmente a mostrar amor ou estamos a destruir o nosso filho?
• Pode-se deixar seu filho viver numa grande casa, comer boas refeições, aprender piano e ver televisão num grande TV em plasma. Mas quando cortar a grama, por favor, deixe-o experienciar isso. Depois da refeição, deixe-o lavar o seu prato juntamente com os seus irmãos e irmãs. Deixe-o guardar seus brinquedos e arrumar sua própria cama. Isto não é porque não tem dinheiro para contratar uma empregada, mas porque o quer é amar e ensinar como deve de ser. Quer que ele entenda que não interessa o quão ricos os seus pais são, pois um dia ele irá envelhecer, tal como a mãe daquele jovem. A coisa mais importante que os seus filhos devem entender é a apreciar o esforço e experiência da dificuldade e aprendizagem da habilidade de trabalhar com os outros para fazer as coisas.
• Quais são as pessoas que ficaram com mãos enrugadas por mim?
• O valor de nossos pais... (AD)

Germanodescendentes...
• Corre na internet...
• Quem é totalmente favoravel a esta louvável campanha?
• Se a coisa pegar, iremos longe...
À Presidente Dilma Roussef.
• Como minoria segregada no Brasil, nós, descendentes de alemães, solicitamos providências do governo federal para sermos igualados aos negros, perdão, afrodescendentes, no que tange aos direitos dos cidadãos. Para tanto, pacificamente reivindicamos seja aprovada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que contemple os seguintes pontos:
01 - Fica estabelecida a cota de 5% para alemães e seus descendentes nas universidades públicas brasileiras;
02 - Fica proibido chamar descendentes de alemães, ucranianos, holandeses e outros europeus de polaco;
03 - Fica proibido chamar um indivíduo de alemão, pois o termo é pejorativo e denigre a imagem deste como ser humano.
04 - Fica estabelecido que os descendentes de alemães devem sem chamados de germanodescendentes; chamá-los de alemão passa a ser considerado crime de racismo - inafiançável - a despeito do fato de a raça humana ser uma só;
06 - Igualmente deve ser considerado crime de racismo o uso das expressões alemaozão, alemãozinho, alemoa, alemoazinha, bicho de goiaba ..etc, para se referir aos germanodescendentes;
07 - Fica proibido o uso de expressões de cunho pejorativo associadas aos descendentes de alemães. Ex: Coisa de alemão!, Alemão porco...., Só podia ser alemãoalemão batata, comedor de chucrute, português que sabe matemática, etc;
08 - Fica estabelecido o dia 25 de julho o Dia Nacional da Consciência Germânica como feriado nacional;
09 - Fica estabelecido o dia 25 de novembro o Dia Nacional do Orgulho Alemão”, como feriado nacional, mesmo que não se possa chamar alemão de alemão;
10 - Fica...
11 - Fica estabelecido o prazo de 2 anos para a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã virar Ministério dos Alemães, juntando-se aos outros 38 Ministérios brasileiros, mesmo que não possa chamar alemão de alemão.
12 - Fica proibida qualquer atitude de segregação aos descendentes de alemães, as quais os caracterizem como inferiores a outros seres humanos;
13 - Fica restrita ao governo brasileiro a pressuposição de que os alemães são inferiores, estabelecendo de cotas, restrições associativas, nominativas e sanções para as mesmas;
14 - Passa a ser crime de germanofobia qualquer agressão deliberada contra um descendente de alemães, mesmo que não possa chamar alemão de alemão.
15 - Toda criança que usar a expressão.
16 - Em caso de um negão chamar um alemão de alemão, este adquire o direito de chamar o negão de negão sem aplicação das sanções já previstas em lei.
17 - Ficam estabelecidos como Centros Nacionais da Cultura Alemã o bairro Buraco do Raio em Ivoti/RS, a zona central de Blumenau/SC e o bairro  Drei Parrulho em Santa Cruz do Sul.
Brasília, 18 de maio de 2012.
PS: Caso italianos, portugueses, espanhois, sirio-libaneses, japoneses, bolivianos, paraguaios, poloneses e tantos outros também se unificarem em projetos similares, haverá dificuldades para aqueles que fazem questão de ser apenas brasileiros conseguir vagas em universidades e direitos especiais.
...É o Braziu!...
Alemão batata come queijo com barata estará cometendo Bullying e deve ser encaminhada para tratamento psicológico. Criada a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã, subordinada à Secretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Racial.
 
O julgamento de Frineia
• Dentro de escassas oportunidades, venho acompanhando o julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal. Impossível (e inútil) ouvir todos os debates, de qualquer forma, acho que há exagero no tempo e nas palavras dos respeitáveis ministros. Reconheço que a linguagem e os detalhes são peculiares à prática da Justiça, mas acho que a tecnologia pode abreviar as sentenças e pareceres sem perda do conteúdo processual.
• Na Roma antiga e na Grécia, em alguns tribunais, o imperador ou os juízes (no caso da Grécia central) condenavam ou absolviam os réus de maneira mais simples: levantavam a mão direita e colocavam o polegar para baixo: era a condenação à morte. Se o polegar estivesse para cima, era a absolvição. Em ambos os casos, a justiça seria feita.
• Ficou famoso o caso de Frineia, cuja formosura despertou paixões e ciúmes. Acusada por um pretendente desprezado de explorar o próprio corpo, foi levada a um júri de cidadãos ilibados. No momento da sentença, os juízes botaram o polegar para baixo. Era a condenação fatal.
• Olavo Bilac tem um poema dedicado ao julgamento de Frineia: segundo o poeta, ela despiu os véus que a cobriam e surgiu toda nua, no triunfo imortal da Carne e da Beleza. Diante daquela monumental escultura, um a um os polegares dos juízes foram subindo, subindo, sendo provável que também subissem outras partes dos respeitáveis membros do júri.
• Não estou sugerindo um retorno à Antiguidade clássica. Mas um parecer ou voto de 70 laudas, que exige cinco horas para ser lido, podia ser condensado num único polegar, quer dizer, em 11 polegares para baixo ou para cima. Desde que o Marcos Valério não se obrigasse a ficar nu em plenário para ser absolvido. (Carlos Heitor Cony)
Como a sonda "Spirit" chegou em Marte.
• Show de tecnologia avançada.

Nenhum comentário: