23 de fev de 2012

De novo na lide....

Garota descobre cura para o câncer
Photobucket
• Uma estudante de 17 anos da Monta Vista High School recebeu uma bolsa de US$ 100 mil por ter descoberto a cura do câncer.
• A informação do site Daily Mail. A jovem se chama Angela Zhang e foi premiada porque ganhou o Siemens Competition Math, Science Technology com um projeto que consiste na utilização de nanopartículas para identificar as células cancerígenas, que podem ser enviadas ao centro dos tumores quando combinadas com uma droga à base de salinomicina.
• Desta forma, com o auxílio de uma ressonância magnética será possível que os médicos descubram exatamente onde se formarão os tumores.
• Por meio de uma luz infravermelha, as nanopartículas são derretidas e liberam o medicamento que eliminará as células cancerígenas de dentro para fora.
• Quando testada em ratos, a tecnologia acabou quase que completamente com os tumores.
• Angela trabalha no projeto desde os 15 anos.
ººº O que você estava fazendo quando tinha 17 anos? Jogando videogame? Matando aula? Fumando escondido?
• A menos que você tenha respondido curando o câncer, prepare-se para se sentir um fracassado em comparação com Angela Zhang.
• A garota da Califórnia - nos seus impressionantes 17 anos de idade - acaba de ganhar 100.000 dólares (cerca de 180 mil reais) no Grande Prêmio de Matemática, Ciência e Tecnologia do Concurso da Siemens com o projeto Design da liberação de drogas guiada por imagem e controlada fototermicamente através de um nanosistema multifuntional para o tratamento de células-tronco cancerosas.
• É ainda mais impressionante quando você entende o que esse título realmente significa: basicamente, Angela criou uma nanopartícula que mata células cancerosas. Ela disse que a partícula melhora os tratamentos atuais contra o câncer porque oferece uma maneira de entregar a droga diretamente nas células tumorais, sem afetar as células saudáveis ao redor delas. A partícula também é capaz de liberar uma droga quando ativada por um laser.
• Sua criação está sendo anunciada como um canivete suíço no tratamento do câncer, porque tem muitos usos potenciais diferentes.
• Como é frequentemente o caso com esses tipos de inovações, ainda está muitos anos longe de ser usada em pacientes reais, mas ainda é um grande feito, especialmente para uma adolescente.
• A vitória de Angela não veio sem dedicação. Ela trabalhou nestas nanopartículas desde 2009 e passou mais de 1.000 horas no projeto. Sua pesquisa foi estimulada pela morte de seu avô e bisavô, ambos de câncer. Tudo o que a garota pudesse fazer para impedir a doença de matar mais pessoas, ela queria fazer. E parece que conseguiu. Acesse    

Midwayfilm, Alerta: Poluição!

Nenhum comentário: