22 de jan de 2012

Vidas que seguem!

  • Ah! O tempo chega lentamente, nem sempre doce, nos embala em ricas roupas ou andrajos, nascemos pro mundo.
  • Meus e seus pais nos cercaram do que podiam, exibiam alegrias e compartilhavam.
  • Nesses momentos, muitos voltavam aos avós e ascendentes, e nem um pouco ou nada temos a vasculhar, rememorar deles, apenas agradecer nessa escalada de vida.
  • Desta soma estamos aqui, devemos frutificar em plenitude, a extensão dos sangues e tradições.
  • Somos fontes de misturas, dons e sentimentos.
  • O futuro sempre espera, ou eles – conforme reflexão e dogma de casa um – que sigamos honrando o que nos vai no corpo, alma e espírito.
  • Nesse dia, somos um pouco de tantos pelos séculos, sonhos vivos e a esperança imortais.
  • Algo os guiaram e nos faz soar no íntimo cada passada, ato, palavra no saber viver.
  • Tantos foram – pode ser que retornaram – e legaram o dom da continuidade.
  • A honra não se faz com brasões, dinheiros ou poderes, e sim com respeito a cada um, seja quem for, na divisão, no repartir do nosso, ante a fome dos que nasceram e precisam viver como nós.
  • Relembro aqui palavras de um sábio ide e pregai!
  • Portanto, em cada um de nós habita uma missão, a de servir a todos como a nós mesmos.
  • Estaremos assim tornando fantasias dos antigos em verdadeiras realidades.
  • Um domingo de paz e uma nova caminhada para todos nós!(AAndrade)

Nenhum comentário: