1 de dez de 2011

Remédios para seu espírito

Chamo-me O Amor!
Quando, nas horas de íntimo desgosto, o desalento te invadir a alma e as lágrimas te aflorarem aos olhos Busca-Me: eu sou Aquele que sabe sufocar-te o pranto e estancar-te as lágrimas;
Quando te julgares incompreendido pelos que te circundam e vires que em torno a indiferença recrudesce, acerca-te de Mim: eu sou a Luz, sob cujos raios se aclaram a pureza de tuas intenções e a nobreza de teus sentimentos;
Quando se te extinguir o ânimo, as vicissitudes da vida, e te achares na eminência de desfalecer, chama-Me: eu sou a força, capaz de remover-te as pedras dos caminhos e sobrepor-te às adversidades do mundo;
Quando, inclementes, te açoitarem os vendavais da sorte e já não souberes onde reclinar a cabeça, corre para junto de Mim: eu sou o refugio, em cujo seio encontrarás guarida para o teu corpo e tranquilidade para o teu espírito;
Quando te faltar a calma, nos momentos de maior aflição, se te julgares incapaz de conservar a serenidade de espírito, invoca-Me: eu sou a paciência, que te faz vencer os transes mais dolorosos e triunfar nas situações mais difíceis;
Quando te abateres nos paroxismos da dor e tiveres a alma ulcerada pelos abrolhos dos caminhos, grita por Mim: eu sou o bálsamo, que te cicatriza as chagas e te minora os padecimentos;
Quando o mundo te iludir com suas promessas falazes e perceberes que já ninguém pode inspirar-te confiança, vem a Mim: eu sou a sinceridade, que sabe corresponder à fraqueza de tuas atitudes e à excelsitude de teus ideais;
Quando a tristeza e a melancolia te povoarem o coração e tudo te causar aborrecimento, clama por Mim: eu sou a alegria, que te insufla um alento novo e te faz conhecer os encantos de teu mundo interior;
Quando, um a um, te fenecerem os ideais mais belos e te sentires no auge do desespero, apela para Mim: eu sou a esperança, que te robustece a fé e acalenta os sonhos;
Quando a impiedade se recusar a relevar-te as faltas e experimentares a dureza do coração humano, procura-Me: eu sou o perdão, que te eleva o ânimo e promove a reabilitação de teu espírito;
Quando duvidares de tudo, até de tuas próprias convicções, e o ceticismo te avassalar a alma, recorre a Mim: eu sou a crença, que te inunda de luz o entendimento e te reabilita para a conquista da felicidade;
Quando já não aprovares a sublimidade de uma afeição sincera e te desiludires do sentimento de seu semelhante, aproxima-te de Mim: eu sou a Renuncia, que te ensina a olvidar a ingratidão dos homens e a esquecer a incompreensão do mundo;
Quando, enfim, quiseres saber quem Sou, pergunta ao riacho que murmura e ao pássaro que canta, à flor que desabrocha e à estrela que cintila, ao moço que espera e ao velho que recorda.
• Eu sou a dinâmica da Vida e a harmonia da Natureza; chamo-me Amor, o remédio para todos os males que te atormentam o espírito. (Emmanuel)
Boas recomendações!
Tenha idade, mas não seja velho! (ou velha!)
• Poupe um pouco para sempre ser independente financeiramente. Não precisa ser muito, não comprometa o prazer que o dinheiro pode lhe dar em razão de um tempo maior de velhice, que pode até não acontecer, se você morrer breve.
• Além disso, um idoso não consome muito além do plano de saúde e dos remédios. Provavelmente, você já tem tudo e mais coisas só lhe darão trabalho.
• Pare também de se preocupar com a situação financeira de filhos e netos, não se sinta culpado(a) em gastar consigo mesmo o que é seu de direito. Provavelmente, você já lhes ofereceu o que foi possível na infância e juventude, assim como uma boa educação. Portanto, a responsabilidade agora é deles. Não seja arrimo de família, seja um pouco egoísta, mas não usurário(a)
• Tenha uma vida saudável, sem grandes esforços físicos. Faça ginástica moderada, alimente-se bem, mas sem exagero.
• Tenha a sua própria condução, até quando não houver perigo.
• Nada de estresse por pouca coisa. Na vida tudo passa, sejam os bons momentos que devem ser curtidos, sejam os ruins que devem ser rapidamente esquecidos.
• Namore sempre, independente da idade, com sua velha (ou velho) companheiro(a) de caminhada. O amor verdadeiro rejuvenesce. As Maria-gasolina estão por ai e, um idoso, mesmo de classe média, é sempre uma garantia de futuro para as espertalhonas.
• Esteja sempre limpo(a). Um banho diário, pelo menos. Seja vaidoso(a), frequente barbeiro (cabeleleiro), pedicura, manicure, dermatologista, dentista, use perfumes e cremes com moderação e, por que não, uma plástica?
• Já que você não é mais bonito(a), seja pelo menos bem cuidado(a). Nada de ser muito moderno(a), nem tente ser eterno(a). Leia livros e jornais, ouça rádio, veja bons programas na TV, acesse a internet, mande e responda e-mails, ligue para os amigos. Mantenha-se sempre atualizado(a) sobre tudo. Respeite a opinião dos jovens. Eles podem até estar errados, mas devem ser respeitados. Não use jamais a expressão no meu tempo, pois o seu tempo é hoje.
• Seja o dono(a) da sua casa por mais simples que ela possa ser. Pelo menos lá você é quem manda. Não caia na besteira de morar com filhos, netos, ou seja lá o que for. Enfim, não seja hóspede. Só tome esta decisão quando não der mais e o fim estiver bem próximo.
• Você está no período do ronco e da flatulência. Um bom asilo também não deve ser descartado e pode até ser bem divertido. Você irá conviver com a turma da sua geração e não dará trabalho a ninguém.
• Cultive um hobby, seja caminhar, cozinhar, pescar, dançar, criar gato, cachorro, cuidar de plantas, jogar baralho, golfe, velejar ou colecionar algo. Faça o que gosta e os seus recursos permitam.
• Viaje sempre que possível, de preferência, vá de excursão, pois além de mais acessível, pode ser financiada e é uma ótima oportunidade para se conhecer novas pessoas. Aceite todos os convites de  batizado, formatura, casamento, missa de sétimo dia, o importante é sair de casa.
• Fale pouco e ouça mais. A sua vida e o seu passado só interessam a você mesmo. Se alguém lhe perguntar sobre esses assuntos, seja sucinto(a) e procure falar coisas boas e engraçadas. Jamais se lamente de algo.
• Fale baixo, seja gentil e educado(a), não critique nada, aceite a situação como ela é. As dores e as doenças estarão sempre presentes; não as torne mais problemáticas do que são falando sobre elas. Tente sublimá-las. Afinal, elas afetam somente a você e são problemas seus e dos seus médicos.
• Não fique se apegando em religião, depois de velho(a), rezando e implorando o tempo todo como um fanático. O bom é que, em breve, seus pedidos poderão ser feitos pessoalmente a ele.
• Ria, ria muito, ria de tudo, você é um felizardo, você teve uma vida, uma vida longa, e a morte será somente uma nova etapa incerta, assim como foi incerta toda a sua vida.
• Se alguém disser que você nunca fez nada de importante, não ligue. O mais importante já foi feito: Você! (Nicolau Amaral, empresário)
Ensinamento dos meus ancestrais
• Numa convenção americana a qual compareceram neurologistas do mundo inteiro, um dos principais tópicos foi o fenômeno de pessoas que desmaiam no instante em que se levantam da cama.
• Um dos oradores foi a Dra. Linda McMaron da Inglaterra.
• Ela fez uma prolongada palestra sobre seus estudos neste campo.
• Disse que após muitos anos de estudo e investigação sobre o tema, chegara à conclusão de que este tipo de desmaio é causado pela rápida transferência entre a posição deitada e ficar de pé.
• A Professora McMaron disse que demora 12 segundos para o sangue fluir dos pés à cabeça. Porém quando a pessoa se levanta rapidamente assim que acorda, o sangue é jogado depressa demais para o cérebro, e o resultado é o desmaio.
• Ela sugeriu que cada pessoa, mesmo aquelas que não têm tendência a desmaiar, se sentasse na cama ao acordar e contasse lentamente até 12 para evitar tontura, fraqueza e/ou desmaio.
• Seu discurso foi recebido com muitos aplausos e entusiástica repercussão.
• Outro professor, um judeu religioso, pediu permissão para falar. Ele disse: Para nós, judeus, há uma antiga tradição com milhares de anos, a de recitar uma prece de agradecimento ao Criador do Mundo por nos conceder a oportunidade de um novo dia de realizações.A prece é dita imediatamente após despertar, enquanto ainda se está na cama. Há doze palavras nesta prece e se a pessoa se regular para dizê-las lentamente com concentração, leva exatamente doze segundos para pronunciá-la… 12 palavras em 12 segundos.
• Ele recitou a prece lentamente em hebraico: Modê ani lefanêcha, Mêlech chai vecayam, shehechezárta bi nishmati bechemlá. Rabá emunatêcha. (Sou grato a Ti, ó Rei vivo e eterno, por ter restaurado dentro de mim minha alma com misericórdia. Grande é Tua confiabilidade.)
• O auditório levantou-se e irrompeu em aplausos que ecoaram por todo o salão.. Dessa vez…era para o Criador do Mundo. Talvez cada um de nós também deva aplaudir toda manhã o Criador, após recitar modê ani.
• Então deixo este conselho para os leitores que ao acordar de manhã, nada como começar o dia já agradecendo, não somente pelo fator médico, e sim para fortalecer nosso caráter com esta característica tão positiva de saber agradecer em todos os momentos. Chalom!
* O Talmud no tratado de Guitin 70a diz que aquele que se levanta rapidamente assim que acorda corre risco de vida. (Fonte: Chabad)
Quem vive grato a Tudo e a todos: triunfa na vida. Mente alegre e espírito de gratidão são fundamentais. As pessoas que são gratas ao Sol, ao ar que respiram, as refeições de cada dia, aos serviços que executam, e que mantêm o espírito de gratidão onde quer que estejam e ao que quer que vejam ou ouçam – são as que logo alcançam o sucesso, sempre conservam a saúde e têm uma vida bem longa.

Nenhum comentário: