16 de nov de 2011

Desculpe, tô atualizando o Deodoro

Na bucha
• Era uma vez um ancião que passava os dias sentado junto ao poço na entrada de uma cidade. Um jovem se aproximou dele e perguntou: - Nunca estive por aqui... Como são os habitantes desta cidade?
• O ancião respondeu-lhe com outra pergunta: - Como eram os habitantes da cidade de onde vens?
• - Egoístas e maus, por isso fiquei feliz de ter saído de lá.
• - Assim são os habitantes desta cidade, respondeu-lhe o ancião.
• Pouco depois, outro jovem se aproximou e fez a mesma pergunta: - Estou chegando pela primeira vez a este lugar. Como são os habitantes desta cidade?
• Como da vez anterior, o ancião devolveu a pergunta: - Como eram os habitantes da cidade de onde vens?
• - Eram bons, generosos, hospitaleiros, honestos e trabalhadores. Eu tinha tão bons amigos que me custou muito separar-me deles.
- Os habitantes desta cidade também são assim, respondeu o ancião.
• Quando o jovem se afastou, um homem que levara seus animais para beber da água do poço e acabara por escutar a conversa, disse ao ancião: - Por que respondeste assim para estas duas pessoas?
• - Quem nada encontrou de bom em seu passado, tampouco encontrará aqui. Ao contrário, aquele que tinha amigos em sua cidade, aqui também encontrará bons amigos. As pessoas refletem o que existe em si mesma. Encontram, sempre, o que esperam encontrar.



Conto ou não
• Prezada Márcia Goldschmidt
• Recorro a você para pedir conselho num dilema muito sério.
• Eu tenho uma namorada que eu amo intensamente e quero casar com ela. O meu problema tem a ver com a minha família, eu tenho receio que a minha gata não se identifique e isso gere conflitos no nosso relacionamento.
• Papai é chefe do tráfico e tem atuação muito forte aqui no Rio . Ele conheceu a minha mãe numa casa de tolerância e conseguiu tirá-la dessa vida. Hoje ela tem sua própria zona com mais de duzentas mulheres e homens, e não precisa mais exercer esse trabalho pessoalmente, só de vez em quando pra se manter sempre por dentro das tendências do mercado.
• Tenho três irmãos e duas irmãs que eu conheço pessoalmente. O mais velho é deputado federal, a pedido do meu pai, para garantir os seus negócios. O segundo tinha problema, mas mudou muito de vida depois que cumpriu a pena por sequestro e estupro e hoje é bispo da Igreja Universal, já ressuscitou catorze mortos e curou mais de 300 aidéticos, faz teatro como as outras igrejas evangélicas fingindo tirar capetinhas do corpo dos outros desmiolados e vive bem com suas quatro esposas na região dos Lagos.
Meu terceiro irmão abandonou a milícia que ele comandava no Complexo do Alemão, se arrependeu dos presuntos que ele tem no currículo, saiu do armário faz uns oito meses e hoje é travesti e trabalha na rua do Jóquei em São Paulo, mas ele faz só ativo. Apesar de ter virado a casaca e largado Mengão pra virar corintiano, ele é um menino bom e não causa preocupação na família. A gente vê que ele tá bem encaminhado.
• A minha irmã mais velha casou com o avô da ex-namorada dela, que está em estado vegetativo por causa de um derrame que ele teve quando o bicho pegou na época do mensalão.
• Ela abriu sua própria empresa em parceria com um sindicato, um despachante e um cartório, e hoje vende autopeças procedentes de veículos desaparecidos de outros estados. E a minha irmã caçulinha trabalha de dia como atriz nas Brasileirinhas e de noite ajuda a mamãe, só que ainda na fase do atendimento direto ao cliente, pra poder pegar o know-how do negócio a partir da base.
• Bom, Márcia, a minha pergunta é a seguinte: você acha que eu devo revelar de uma vez ou ir revelando pouco a pouco pra minha namorada que eu tenho um irmão deputado?


Vidro mágico para carros
• Para que gosta de tecnologia e informação para veículos, como as mais diversas interfaces gráficas, superam-se dia a dia, verifique como serão os vidros do seu próximo carro.
• Um conceito pensado pelos japoneses da Toyota, entretanto, revolucionará a experiência da criançada - e, por que não, dos adultos – no carro, especialmente em viagens longas.
• Trata-se da Janela para o Mundo.
• Engenheiros da Toyota Motors européia e do Instituto de Design de Copenhague criaram um vidro sensível ao toque que permite às crianças desenharem (com o vidro limpo!), dar zoom nas imagens fora do carro, ter informações sobre a paisagem e interagir com elas.
• Melhor um toque do que mil palavras. Veja

Oração de uma mulher
Querido Deus,
Tudo que TE peço para neste último semestre é uma conta bancária gorda e um corpo magro.
Favor não
misturar as coisas, como fez no semestre passado.
Amém!

Nenhum comentário: