14 de set de 2011

O que Caminha não escreveu ao Rei...

Já começou a contagem regressiva para a Copa do Mundo:
Faltam 3 anos, 12 estádios e 1 seleção!
 
Falando de nós
• Está bem atualizado.....
• Diálogo entre Colbert e Mazarino no século 17
• A história é sempre atual. 400 anos após, e a mesma situação continua.
• Diálogo entre Colbert e Mazarino durante o reinado de Luís XIV, extraído de Diálogos de Estado. Jean Baptiste Colbert - ministro de estado de Luis XIV (Reims, 29 de Agosto de 1619 - Paris, 06 de Setembro de 1683) e Jules Mazarino - nascido na Itália, foi cardeal e primeiro ministro da França (Pescina, 14 de julho de 1602 - 9 de março de 1661)
Colbert: - Para encontrar dinheiro, há um momento em que enganar (o contribuinte) já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é que é possível continuar a gastar, quando já se está endividado até ao pescoço...
Mazarino: - Se se é um simples mortal, claro está, quando se está coberto de dívidas, vai-se parar à prisão. Mas o Estado... o Estado, esse é diferente! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se... Todos os Estados o fazem!
Colbert: - Ah, sim? O Senhor acha isso mesmo? Contudo, precisamos de dinheiro. E como é que havemos de o obter se já criámos todos os impostos imagináveis?
Mazarino: - Criam-se outros.
Colbert: - Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.
Mazarino: - Sim, é impossível.
Colbert: - E, então, os ricos?
Mazarino: - Os ricos também não. Eles não gastariam mais. Um rico que gasta faz viver centenas de pobres.
Colbert: - Então, como havemos de fazer?
Mazarino: - Colbert! Tu pensas como um queijo, como um penico de um doente! Há uma quantidade enorme de gente situada entre os ricos e os pobres: os que trabalham sonhando em vir a enriquecer e temendo ficarem pobres. É a esses que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Esses, quanto mais lhes tirarmos, mais eles trabalharão para compensarem o que lhes tiramos. É um reservatório inesgotável!

Verbas para Saúde, Educação e Segurança não tem, mas...Vote no PT ......
• Isto só pode ser piada! A ser verdade o povo exige explicações!
• O assunto não é 1º de abril... Podem chorar...! O Brasil precisa saber mais essa.
• Para uma estátua tem dinheiro, mas para a nossa aposentadoria nunca tem.
• Grande partido .....Partido dos Trabalhadores.
• Tirar o nosso dinheiro que agente ganha tão suado para construir uma estátua de 13 milhões de reais.
• Isso é uma afronta para os contribuintes.
• Enquanto crianças precisam acordar as 4 da manhã caminhar 8 horas numa estrada de lama até o joelho para chegar as 7 na escola como A Bandeirantes mostrou essa semana.
• E ainda constroem uma estátua de 13 milhões de reais.
• Estátua de Lula será construída em Brasília em tamanho gigante que poderá ser visto em toda cidade.
• O Governo Federal vai investir 13 milhões de reais em uma estátua com a imagem do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, maior que o Cristo Redentor, que será construída em Brasília e servirá como monumento do patrimônio público. Na tarde deste sábado (11), a Presidenta Dilma assinou a liberação do dinheiro para dar início à obra.
• A sessoria do PT aplaudiu a rapidez da presidenta em liberar a verba para que a estátua seja construída o mais breve possível. O local exato da construção ainda será definido, mas a ideia é fazer o monumento ficar próximo do Palácio do Planalto e poderá ser visto de qualquer lugar de Brasília.
• Na estátua Lula irá segurar uma estrela, símbolo do PT.
• No Senado Federal, os senadores petistas disseram que a estátua do Lula será, no futuro, uma das oitavas maravilhas do mundo.
Fontes: (1)   (2)

O trabalho e o bem-estar dos povos
• Ninguém poderia negar que os homens - e isto em todas as épocas e em todos os lugares da terra -, quando se dedicam ao trabalho com entusiasmo e amor, vivem contentes, e a felicidade preside seus lares, cujo ambiente se torna aprazível e cheio de esperanças. Também não se poderia negar que os homens, entregues assim a seus afazeres diários, vivem tranquilos, sem agitações estranhas a seus temperamentos pacíficos.
• O bem-estar das famílias que cumprem com seus deveres domésticos e sociais, graças ao próprio esforço nas tarefas a que cada uma se dedica, constitui a base de solidariedade e de paz dos povos, das nações e da própria humanidade.
constituem a base de solidariedade e de paz das nações e da própria humanidade
• Propiciar, pois, a livre iniciativa, garantindo ao homem o usufruto de seus afãs quando estes se cristalizam em avanços de ordem econômica, que também significam prosperidade para a família e para todos os que se beneficiam com tais afãs, é preparar um clima de confiança e entusiasmo, a fim de que o homem se disponha a desenvolver suas atividades na plenitude de suas energias físicas e mentais.
• Sabe-se que toda restrição à livre iniciativa desanima, oprime a vontade e torna infecunda a terra que deveria ser destinada a cultivos generosos e abundantes colheitas. Se se quer que o direito e a justiça reinem efetivamente e rejam os destinos da humanidade, todos devem ter o lugar que lhes corresponde no desenvolvimento das atividades comuns, e o esforço de cada indivíduo deve ser respeitado. (Carlos Bernardo González Pecotche, Raumsol)
Pensamento....
Quase chegando
a madrugada
com o vento
que se atira frio
ao calor de meu quarto,
como que buscando
abrigo em meu corpo,
leio e vejo a mensagem anexa
e aproveitando o jeito do vento
vou me atirando em pensamentos
via e-mail para dizer que
se o tempo deixar,
há um anexo
que fala por sí só.
É belo por si só.
Seu correr de olhos
não impedirá que o
vento continue a percorrer,
a buscar um cantinho
acolhedor para
sua roupa fria
da madrugada.
Ela, 84 anos e ele, 25!
Assista! Você vai gostar. Não precisa de um fisioterapeuta, a mocinha. E a música é incrível. Aqui

Nenhum comentário: