16 de jun de 2011

Querem fechar os Colégios Militares

• Esta questão é muito mais séria do que parece, pois, o fechamento dos Colégios Militares já foi tentado antes, em 1963, pelos comunistas do Jango Goulart.
• Os governos pós Contra-Revolução de 1964 et caterva levaram propositalmente o ensino público nacional ao nível mais baixo, nunca antes atigido na história deste país, na base do: Eu finjo que ensino e você que aprende.
• Esta é a atual doutrina do MEC - Minisitério do Erro e do Caos - aparelhado por comunistas depravados tentando atraves da inoculação de ideologias e de comportamentos pervertidos destruir a nossa juventude para assim tomar definitivamente o poder.
• Entretanto, não conseguiram ainda eliminar aquelas instituições que estão sob a guarda das FFAA, os CMs, ITA, IME, etc... e que permanecem como um paradigma extremamente perigoso e como formadoras de grande parte da inteligênzia nacionalista do Brasil.
• Depois da Constituição de 1988, com as novas leis e regras, ensinar se tornou impossível, mas os professores também estão proibidos de educar, por isso, no ensino médio é fato recorrente nas reuniões de professores com pedagogos, estes últimos quase todos vermelhos, a pergunta: "E porque nos Colégios Militares pode e aqui não?"
• É, fica mais fácil...
• Tudo que presta, que contribui para o desenvolvimento do País, precisa ser destruído para que a mediocridade possa continuar a governar o Brasil.
• Agora, é necessário acabar com os Colégios Militares. São doze e, tradicionalmente, os melhores do Ensino Médio no Brasil.
• Estão reclamando porque lá se ensina a verdadeira história da Pátria.
• Lá não se enaltecem os gatunos dos mensalões e os destruidores do País.
• Lá não se ensina a mentir como se mentiu no blog da presidente e mente a própria candidata que falsificou até o seu curriculum vitae.
• Nos Colégios Militares, ensina-se a vitória dos Guararapes, resultado da União das raças (preto, branco e índio) que derrotaram o melhor exército do mundo, à época.
• Lá se ensina que foram os paraguaios que invadiram o Brasil, apossando-se de Uruguaiana, Forte Coimbra e Corumbá e não a mentira implantada e contada pelo comunista e historiador argentino León Pomer, que publicou que o Brasil matou 95% da população masculina do Paraguai e por aí vai... e a versão brasileira é de Júlio José Chivenato que nos apresenta como submissos à política externa inglesa e outros bichos.
• Quem quiser saber a verdade que compre o livro Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, de Leandro Narloch.
• Neste livro vamos encontrar a versão correta do problema indígena, quando o Ministério da Educação - que deseduca - , fala em genocídio contra os índios e outras safadezas criadas pela mediocridade esquerdista e ladra brasileira.
• A raiva contra o IME, o ITA, as Academias Militares e os Colégios Militares é que são escolas de Excelência.
• Os alunos destes estabelecimentos de Ensino são competentes, disputados no mercado de trabalho pelas seguintes razões: responsáveis, preparados,  disciplinados, cumpridores do dever, aprenderam que ser honesto é uma obrigação do cidadão, são leais aos seus superiores, sabem comandar e obedecer.
• Nos Colégios Militares, há a seleção pelo mérito e não pela lei do Gerson.
• Lá se desenvolve o caráter do jovem, ensinando os valores que dignificam o homem.
• Como é necessário e urgente destruir os valores da formação moral da Nação Brasileira, é preciso que sejam os mesmos destruídos, para que continue a dominar a safadeza, a falta de caráter, o roubo, o assassinato, a mentira, a desonestidade, a canalhice, a sem-vergonhice, o domínio dos sacripantas, velhacos e outros termos ditos pelos que foram traídos agora e estão mostrando a desgraça para onde marcha o Brasil.
• Os Colégios Militares formam a elite pensante brasileira.
• Nenhum dos mensaleiros, cuequeiros, terroristas, transportadores de dólares, malas, matadores profissionais (Santo André) etc... cursou algum Colégio Militar. Eles estudaram na escola do crime.
• Aconselhamos aos detratores que estudem e leiam Nabuco, Taunay, Calógeras, Rocha Pombo, a coleção Brasiliana, Fragoso, Lira Tavares e não procurem fugir do debate, indo para os EUA ou Europa com medo da falta total de Cultura.
• Nos colégio militares não vai entrar o kit gay, e não se incentiva o lesbianismo e nem a homossexualidade.



"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." (Cora Coralina)

Nenhum comentário: