21 de jan de 2011

Voando nos tempos

° Acredito nos tempos circulares vital, onde originados de peles amarela e negra.
° Hoje, podemos estar iguais ou de cor branca, mas a estrutura mantém-se igual, aperfeiçoada, transmitindo no viver, as artes dos volteios que nos alimentam e fazem sentir o gozo de sempre renascer.
° Tantas sensações, sofrimentos e aprendizados dessas experiências evocamos passados distantes, porém vívidos dentro de nós hoje e por todo o sempre.
° São segundos de horas e séculos, sonhos, fantasias, gente como nós que se torna obreiro e artista, nos leva e eleva nosso ser na coreografia universal que só a imortalidade pode permitir.
° Sinta, se aperceba como os desígnos são tão potentes que nossa índole se pranteia extasiada nesse e noutros palcos de existências.
° E se transporte ao interior do mostra o filme em forma de arte, sinta-se tocando, sentado no ar, pernas cruzadas em vários minutos, bailando e como lindas almas espiritualizadas cruzam tempo e espaço.
° É demais! (AA)

Nenhum comentário: