13 de nov de 2010

Discriminação sob vestimentas

• No domingo, 25 de Janeiro, foi publicada uma informação sobre Tommy Hilfiger. Apesar da globalização e da rapidez nas comunicações, seguimos atrasados. Oprah Winfrey num de seus programas mais recentes o entrevistou, já que ele se diz o desenhador da roupa que leva seu nome.
• No show, Oprah lhe pergunta se de verdade ele tinha feito o seguinte comentário: - "Se eu tivesse sabido que os negros americanos, os judeus, os latinos, espanhóis, venezuelanos, cubanos, os argentinos, chilenos, mexicanos, bolivianos, peruanos, brasileiros e os asiáticos comprariam minha roupa, não a teria desenhado tão boa. Desejaria que esse tipo de gente não comprasse minha roupa, pois ela é feita para gente caucásica, de alta classe... e preferiria doar aos porcos..."
• Ante a pergunta de Winfrey, se ele tinha feito tão crua afirmação, Hilfiger respondeu com um simples e sucinto sim!
• Também admitiu seu ódio pelos judeus e sua admiração por Hitler.
• Imediatamente depois, Oprah lhe exigiu que abandonasse seu show.
Nossa sugestão: Vamos-lhe dar o que ele está pedido. Não compremos sua roupa, de tal maneira que não siga lucrando por nós, que sua fabrica vá à falência e que não lhe permita a ele mesmo pagar os ridículos preços que coloca aos seus trapos.
O fato incita as pessoas que podem estar fazendo a fortuna dessa pessoa que fomenta o ódio, na discriminação e o racismo entre outros. Simplesmente não compremos suas criações, fazendo com que os atingidos demonstrem a este individuo do que somos capazes os latinos....judeus...africanos...espanhóis e todo ser humano inteligente.
• No post, ele e seu logo...lembre e tenha presente....

Nenhum comentário: