9 de set de 2010

Por quem dobram os sinos?

PhotobucketPhotobucketPhotobucket

Lula de A a Z
"Lula não teria ido tão longe com a construção desse personagem que hoje assombra e indigna muitos dos que lhe faziam a corte, não fosse a permissividade geral. Nada parece capaz de lhe impor limites. Se conseguir eleger a sucessora, vai distorcer a realidade e atuar como se presidente fosse. Se não conseguir, não deixará o próximo governo governar." (Dora Kramer)

"O PT realmente inovou a política no Brasil: nunca antes na democracia um partido depredou tanto as instituições." (Reinaldo Azevedo)

"A oposição acordou. Finalmente. Tinha imaginado que a eleição era na Lapônia. E que a candidatura oficial tinha a lhaneza do Papai Noel. Descobriu que vivemos em um país onde as instituições democráticas são frágeis. Onde o poder Judiciário é de mentirinha. E o Legislativo está sendo invadido – para a alegria mórbida dos inimigos da liberdade – por humoristas decadentes, ex-jogadores de futebol, celebridades instantâneas e sambeiros que espancam suas mulheres.
Lula rasgou a lei eleitoral. Depois de ter sido multado diversas vezes pela TSE resolveu, a seu modo, a questão: passou a ignorar solenemente o tribunal. Manteve a rotina de associar o cotidiano administrativo com o processo eleitoral. Em outras palavras: peitou o tribunal e ganhou.
Ganhou por omissão do TSE. Para Lula, a democracia não funciona pelo respeito às leis, com uma oposição vigilante e pela crítica às ações do governo. Não. Para ele, a democracia só tem uma fala, a dele.
Transformou as cerimônias públicas em espetáculos de humilhação. Aos adversários, como na Revolução Cultural chinesa, reserva o opróbrio. Basta citar dois incidentes recentes: um em São Paulo e outro em Sorocaba. Manteve-se impassível quando a claque vaiou e quase impediu de falar, o governador Goldman. No fundo, estava satisfeito. O mais triste é que o fato foi considerado absolutamente natural. No Brasil lulista a prática de impedir pelos gritos e, se necessário, pela força, um opositor de falar, está virando rotina." (Marco Antonio Villa)

Os protelatórios "legis"
"Maluf deixa de ser réu em ação no STF - O ministro Joaquim Barbosa, do STF, extinguiu a punibilidade do deputado federal Paulo Maluf (PP) e do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta em uma ação penal relativa a superfaturamento de obras. O Código Penal reduz à metade o prazo prescricional, se o réu tiver mais de 70 anos, caso de Maluf. Já Celso Pitta morreu em 2009. Na ação, os réus são acusados de falsidade ideológica e de crime de responsabilidade contra a administração pública, que tem prazo prescricional de 12 e oito anos, respectivamente. No caso de Maluf, os prazos caíram para seis e quatro anos devido à sua idade Assim, como a denúncia foi recebida em 12 de março de 2002, é imperioso reconhecer a extinção da punibilidade do réu Paulo Salim Maluf, pela prescrição, ocorrida em 2006 e em 2008, explicou o ministro". (Agência Brasil)

O Grito
"Plínio de Arruda Sampaio, candidato do PSOL à Presidência, resolveu dar um brado e tanto no horário eleitoral no Sete de Setembro. E lascou: "Hoje, eu quero soltar um grito: Independência!".

Cadê o povo?
O tédio de falar sobre os mesmos ratos. Simulam vida e são apenas simulácros...próteses humanas... Será que Lula se salvaría se lesse o Sermão da Montanha? O odor de destilado atravessa a tela da televisão enquanto a triste figura, palanqueiro irrecuperável, trombeteia seu ego deformado para milhões de bolsistas...Párias...Cotistas racistas...Pobres contra ricos: enfim a tão sonhada luta de classes! O rato roeu a roupa do rei! Vamos! Repitam!
Rinocerontes esquálidos arrastam-se pelas ruas...O teatro do Absurdo não dá certo no Brasil... Convivemos com ele...Sonhamos com ele...José, e agora, Dirceu? Delúbio, que saudades do teu sorriso cínico, afirmando, à época do mensalão, que mais tarde ...tudo não passaría de piada de salão! Bingo!!!
Cadê o povo? Castro Alves, a praça não é mais do povo... A festa acabou...o povo sumiu... A luz apagou...E agora? Os trópicos...pigmeus mentais...sotaques carregados sindicais... As urnas, que sabemos funerárias...O ponto eletrônico do poste, a falta de um projeto de país! Ainda assim, estamos juntos! (Carlos Vereza_Ator)

Vamos errar de novo?

Irritação com a Receita Federal
"Não foram só alguns tucanos, houve a violação do sigilo de 2.945 pessoas", diz o vice de Dilma Rousseff, Michel Temer (PMDB-SP)."

Árvore genealógica
"Lista de pessoas ligadas a Serra que tiveram seus dados bisbilhotados na delegacia da Receita de Mauá só faz crescer. Há 15 dias, Receita e PF descobriram que, além da filha, também o genro de Serra, Alexandre Bourgeois, foi vítima de aloprados petistas. Como já sabemos que a servidora que usava o computador maldito acessou mais de 2.500 declarações, é seguro apostar que deste mato ainda sai coelho. Será que a soma de uma filha e um genro dão um caseiro? Pode responder aqui mesmo, já que as pesquisas de intenção de voto não querem perguntar... ". (Roberto Jefferson)

Nenhum comentário: